Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 4, 2008

Objecto quase, de José Saramago

Imagem
Trata-se da única antologia de contos do escritor português, autor também de outros textos do gênero, como O conto da ilha desconhecida, A maior flor do mundo (estes dois publicados individualmente no Brasil também pela Companhia das Letras em bela edição luxuosa) e O ouvido... (nunca publicado aqui, mas integrante de uma publicação coletiva em que tanto José Saramago como os outros escritores discorrem a partir da tapeçaria La Dame à La Licorne) e alguns dispersos, como o conto Natal, de data indefinida que descobri no ato de escrita de minha monografia de graduação compilado numa edição da Revista Colóquio/Letras. Haverá, certamente, outros, que a distância e/ou a curta informação permita seu silêncio.
Em Objecto quase apresentam-se seis breves narrativas enfeixadas cada uma por apenas um substantivo - "Cadeira", "Embargo", "Refluxo", "Coisas", "Centauro", "Desforra". Esses são os nomes para aqueles que são os escritos bre…