Postagens

Mostrando postagens de Abril 2, 2008

Ana Cristina Cesar ou Ana C.

Imagem
Acreditei que se amasse de novo
esqueceria outros
pelo menos três ou quatro rostos que amei
Num delírio de arquivística
organizei a memória em alfabetos
como quem conta carneiros e amansa
no entanto flanco aberto não esqueço
e amo em ti os outros rostos


(em Contagem regressiva - Inéditos e Dispersos)




Ana Cristina Cruz Cesar, nasceu no Rio de Janeiro em 2 de junho de 1952. Desde cedo demonstrou talento e gosto pela arte de escrever. Já em 1959, tinha os primeiros poemas publicados no Suplemento Literário da Tribuna da Imprensa. Foi Licenciada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; depois, fez mestrado em Comunicação, pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro; e Master of Arts in Theory and Practice of Literary Translation, pela Essex University, na Inglaterra.
Ana gostava profundamente de escrever. Além de inumeráveis poemas e cartas, escreveu para diversos jornais e revistas e traduziu diversos autores estrangeiros. Entre esses autores inc…

Vasco Graça Moura

Imagem
Vasco Graça Moura não é um nome totalmente alheio ao Brasil; embora não tenhamos conhecimento da publicação de alguma obra do escritor para esses lados, em 1989, entretanto, recebeu aqui a condecoração da Ordem do Rio Branco e a Medalha da Marinha. Nesta época ocupava cargo na Comissão dos Descobrimentos e passava por um intenso verão nas produções em poesia – como outros que já havia atravessado – o que também não se reflete na sua obra, porque deixou-nos, só de poesia, quase trinta livros.
Sua carreira literária começou com o dinheiro dos primeiros ordenados como trabalhador numa fábrica de conservas em Matosinhos. Modo mudando, foi, em 1963, distribuído pela livraria e galeria Divulgação, um espaço ponto de encontro de escritores e intelectuais do Porto. Não demorou a chegada do segundo título, Semana inglesa, publicado dois anos depois, o que não se tornará uma constante esse arroubo poético. Depois do segundo título, até que venha o próximo – e aqui está seu primeiro intenso ver…