2009: adaptações

A partir de hoje entra em vigor as novas regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Escritores e editoras já estão se adaptando desde o ano passado para acompanhar as mudanças. que para os brasileiros, deverão está incorporadas até 2012. As editoras, revisando e reeditando livros didáticos e dicionários, em princípio, e os escritores revisando suas obras em andamento ou modificando a forma de escrever suas novas obras. O acordo foi elaborado há 18 anos e finalmente entra em vigor para unificar a ortografia nos sete países que integram a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). O Brasil será o primeiro a adotar oficialmente as novas regras. Para o escritor Jorge Antônio Ribeiro da Silva, a mudança acarretará um trabalho considerável aos autores, que terão de se adaptar às regras novas de grafia, mudar e acrescentar itens. “Os escritores terão que revisar toda a obra que já está escrita. O autor que não está vinculado a uma editora terá que fazer a revisão por si. A partir de então já buscaremos respeitar o novo código em nossas postagens.


* Agência Brasil Que Lê, 22/12/2008, por Flávia Albuquerque; site terra: educação.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A religiosidade clandestina de Hermann Hesse

Água viva, de Clarice Lispector

Pablo Neruda: o que não dá mais para ocultar

Apontamentos sobre alguns textos curtos de Tolstói

Boletim Letras 360º #231

Salinger, um grupo de psicopatas e os do MKUltra

Quando Borges era Giorgie

A filha perdida, de Elena Ferrante

Gostamos de causar danos (com o grande romance estadunidense)

Jane Austen: casamento e dinheiro