Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 5, 2010

Duas obras fundamentais de Albert Camus

Imagem
Por Pedro Fernandes



1. Ontem, 04 de janeiro de 2010, fez 50 anos que morreu o escritor e filósofo Albert Camus. É possível que pelas letras brasileiras tenha a figura passado praticamente despercebida, apesar de algumas iniciativas estarem em curso para a celebração de seu centenário. Mas, em terras francesas, mesmo numa data sobre a qual não deve figurar comemoração alguma, o escritor é bastante lembrado como se os seus leitores ou admiradores o mantivessem mais vivo do que nunca.

2. Como escreve José Mário Silva no blog Bibliotecário de Babel, contemporaneamente, a obra de Albert Camus "tem servido de mote quer a intelectuais de todos os quadrantes, quer aos oportunismos retóricos de Sarkozy".

3. No ano do cinquentenário sobre sua morte, Grégoire Leménager, da Nouvel Obs (uma revista que dedica na edição desta semana um dossiê sobre a obra do escritor nascido na Argélia), afirma que Camus (e sua obra) já "conhece uma apoteose que, para um escritor, vale todos os panteões…