Postagens

Mostrando postagens de Junho 1, 2010

Ferreira Gullar, Prêmio Camões 2010

Imagem
Depois do cabo-verdiano Arménio Vieira, o título do Prêmio Camões vai para um dos mais importantes nomes da literatura em língua portuguesa, Ferreira Gullar distinguido, no último dia 30 de maio de 2010, por um trabalho literário que incorpora produções na área do romance, da poesia e da dramaturgia. A novidade é que o escritor anda a preparar seu novo livro, já de título - Em alguma parte alguma.
Abaixo, deixamos um texto do poeta "Poesia e realidade" seguido de um vídeo apresenta o poeta lendo um trecho do seu mais famoso texto, Poema sujo, de 1975.

*
Não pode nenhum poeta - nem ninguém - ter a pretensão de estabelecer rumos e regras para a poesia. Não resta dúvida de que a poesia, como qualquer outro fenômeno social, está sujeita a determinações do espaço e do tempo históricos mas o modo como essas determinações atuam sobre a produção do poema é absolutamente impossível de prever-se. O estudo das escolas e estilos literários indica a presença de traços comuns que caracte…