Postagens

Mostrando postagens de Novembro 9, 2010

Benjamim, de Chico Buarque

Imagem
Por Pedro Fernandes



Benjamim integra, em 2006, o ciclo dos quatro romances escritos por Chico Buarque. Ou seja, é o segundo dessa leva de escritos, já que o escritor publicara antes apenas Estorvo, em 1991. Trata-se de romance que poderíamos adjetivar como “dobrado”, no sentido de que, são as ações e a vida de personagens do presente constantemente invadidas por projeções do passado. O protagonista desse romance integra a galeria dos desgraçados e perturbados consigo próprio; é invadido o tempo inteiro por uma corrente de culpa que aponta-lhe inquisitorialmente o dedo.

Digo isso, porque lembro-me agora de sua perturbação pela morte de uma tal Castana, que fora, no passado, uma namorada de Benjamim e que morrera fuzilada. A projeção passado-presente se instala quando entra no romance e, consequentemente, na vida dessa personagem, Ariela Masé, que, de início se é confundida com filha daquela namorada do passado. Ariela será a responsável, com todas as letras, para uma remodelagem na vida…