Centenário de Jorge Amado


Jorge Amado e Zélia Gattai. Imagem coletada do blogue da Companhia das Letras. Desde 2008, a editora vem republicando toda obra do escritor baiano. Esta semana, uma coletiva na Fundação Casa de Jorge Amado, em Salvador, divulgou os planos para o ano do centenário do escritor que começou oficialmente no último dia 9 de agosto.

No último dia 9 de agosto, véspera do dia em que Jorge Amado completaria 99 anos de idade, uma coletiva de imprensa em Salvador, na Fundação Casa de Jorge Amado, deu início às comemorações do centenário do escritor baiano. Na ocasião, foi apresentada uma comissão para organizar diversas atividades que já começaram em Salvador e em todo o Brasil e que terão um selo exclusivo desenhado para o centenário por Máquina Estúdio.

No calendário apresentado, uma série de atividades, entre eventos, exposições, cursos, lançamentos de livros, peças de teatro e do filme Capitães da areia, previsto este para outubro deste ano, ainda. No mês de agosto, agora, será organizado um colóquio e curso sobre Jorge Amado em Salvador. Em setembro, vem pela Companhia das Letras - editora que encabeçou, desde 2008, a reedição de toda a obra do escritor - Os ásperos tempos, seguido de Agonia da noite, em outubro, A luz no túnel, em novembro para este mês, fechando, deste modo a trilogia Os subterrâneos da liberdade. Em dezembro prevê-se o lançamento da caixa comemorativa As mulheres de Jorge Amado (Tieta do Agreste, Dona Flor e seus dois maridos, Gabriela, cravo e canela e Tereza Batista cansada de guerra).

Para o ano de 2012, Jorge Amado será tema da Imperatriz Leopoldinense, escola de samba do Rio de Janeiro, e tema do camarote do circuito Barra-Ondina, no carnaval de Salvador Jorge & Zélia pela Companhia das Letras. Em março, no Museu da Língua Portuguesa prevê-se o lançamento da exposição Jorge, amado e universal, além do lançamento, também pela Companhia das Letras, de uma edição especial  e ilustrada de Navegação de cabotagem; outra edição especial que deverá ser publicada ano vindoura, é a de Os velhos marinheiros. O ano segue com mais outros lançamentos: uma edição de bolso de Mar morto, O compadre de Ogum e Bahia de Todos-os-Santos. A Companhia das Letras também publicará Jorge & Zélia, correspondência.

Em agosto deve ser realizado uma primeira edição do colóquio e curso sobre Jorge Amado. Em setembro, a organização de um festival gastronômico sobre a culinária amadiana; e em dezembro o lançamento de uma caixa com a edição de Capitães da areia, livro e filme.

Enfim, o ano de Jorge promete.


Ligações a esta post:
>>> O blog da Companhia das Letras publicou carta inédita de Jorge Amado para Zélia Gattai, a ser incluída na edição prevista para agosto de 2012. Para ler, basta ir aqui.

>>> Aproveitando ainda o ano de Jorge, vale conferir nota publicada aqui no Letras in.verso e re.verso acerca do Colóquio Internacional Jorge Amado a ser realizado em outubro de 2012 sob a tutela da Equipe de Recherches Interlangues Mémoires, Identités, Terrioires, da Universidade de Rennes 2, França, do Programa de Pós-graduação em Literatura e Diversidade Cultural da Universidade Estadual de Feira de Sanatana, Brasil e da Fundação Casa de Jorge Amado.



* Escrito a partir das notas divulgadas para a imprensa.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A religiosidade clandestina de Hermann Hesse

Água viva, de Clarice Lispector

Pablo Neruda: o que não dá mais para ocultar

Apontamentos sobre alguns textos curtos de Tolstói

Boletim Letras 360º #231

Quando Borges era Giorgie

Salinger, um grupo de psicopatas e os do MKUltra

A filha perdida, de Elena Ferrante

Gostamos de causar danos (com o grande romance estadunidense)

Jane Austen: casamento e dinheiro