Postagens

Mostrando postagens de Novembro 9, 2011

Afinal, quem são os bandidos?

Imagem
Faz certo tempo que tenho me afastado de falar de certas querelas políticas. Não sei a razão. Talvez minha capacidade de se indignar esteja acabando e eu me transformando em mais um em cima do muro. Aliás, está em cima do muro virou um estado permanente no Brasil. Por aqui de tudo se faz. Nos pisoteiam até dá no coro. Esfolam. Sangramos. E calados permanecemos. Como se tudo o que nos fazem fosse isso mesmo o que tem de ser feito. Aquele comodismo cristão de que as coisas são o que são porque Deus quer, se transformou em as coisas são o que são porque não temos como mudar. Essa famigerada consciência de classes que criamos chegou por aqui, como muitas das invenções que chegam do outro lado do Atlântico, com o sentido deturpado. Aprendemos que existem duas classes – a dos que mandam e a dos que obedecem; a dos que dizem como as coisas têm de ser e a dos que concordam. Do lado de lá, Estado, Igreja e Mídia, juntos numa móia, com seus discursos unilateralistas; do lado de cá, nós, Narciso…