Exposição sobre Goethe começa nesta segunda-feira na UFRN


(Press Release)

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em parceria com o Instituto Goethe, realiza nesta segunda-feira, 12, às 19h, na Biblioteca Central Zila Mamede, a abertura da exposição sobre a vida e obra do escritor e pensador alemão Johann Wolfgang von Goethe.

A exposição intitulada “Goethe - último gênio universal?”, terá em sua abertura a presença do diretor do CCHLA, prof. Herculano Ricardo Campos, e do diretor regional do Instituto Goethe, Frank Emmerich.

A exposição sobre Goethe, coordenada pelo professor de Língua Alemã e Literaturas do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras da UFRN, Michael Manfred Hanke, ficará até o dia 12 de abril, na Biblioteca Central Zila Mamede da UFRN, das 8h às 22h, e apresentará a partir de 45 telas compostas de imagens e textos bilíngues (em alemão com tradução para o português), às múltiplas realizações e contribuições do pensador nas diversas áreas da arte, ciência, política, literatura e cultura germânica em geral.

A parceria da UFRN com o Instituto Goethe faz parte da política de internacionalização que a Universidade Federal do Rio Grande do Norte vem desenvolvendo, juntamente com a iniciativa de cooperação científica e acadêmica entre Brasil e Alemanha, com o objetivo de incentivar uma maior interação cultural entre os dois países.

 
Goethe

Um dos grandes colaboradores da literatura alemã como escritor, Johann Wolfgang von Goethe, atuou também nos diversos campos da arte, como o teatro, a arquitetura, artes plásticas, ciência, filosofia, religião, história, arqueologia, jurídico, político, sistemas militares e economia nacional.

Em suas obras literárias, destaca-se “Os Sofrimentos do Jovem Werther” e “Fausto”. Seus trabalhos sobre mineralogia, geologia, química, meteorologia, biologia e morfologia  possuem grande importância científica.

Goethe também deu inicio a um novo método de aproximar o homem com a natureza, numa concepção do mundo expressa na fusão da intuição com o pensamento. Toda a sua obra evidencia uma busca incessante da sabedoria, em busca do conhecimento da suprema verdade.  A ideia da exposição é mostrar como Johann Wolfgang von Goethe foi e ainda é influente em várias áreas e em todo mundo, como um “gênio universal”.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinco livros para conhecer a obra de William Faulkner

Essa estranha instituição chamada literatura: uma conversa com Jacques Derrida

Os melhores diários de escritores

Lolita, amor e perversão

O conto da aia, o pesadelo de ser mulher numa teocracia

Os ventos (e outros contos), de Eudora Welty

A ignorância, de Milan Kundera

Há muitos Faulkner

Kazuo Ishiguro, Prêmio Nobel de Literatura 2017

Boletim Letras 360º #239