Literatura e música



Nos campos possíveis e impossíveis de relações da literatura com outras artes, algumas já até consagradas linhas de pesquisa em algumas universidades, como a já pluricitada literatura e cinema, há uma que desconheço algum prestígio acadêmico, mas que também se constitui em campo de estudo: literatura e música. A ideia para pensar sobre essa relação me veio de algumas entrevistas que tenho visto por esses dias com poetas que são também cantores e que têm na música um espaço para inspiração da escrita. No universo do romance, citável é o nome de Chico Buarque que fez do seu último, Leite derramado, embora não tenha nunca explicitado isso, mas claramente perceptível aos ouvidos e olhos dos leitores, uma extensão de "O velho Francisco". A música conta a história de um escravo alforriado entre o seu auge e sua decadência, mesmo estágio em que se encontra a personagem-narrador do romance de 2009.

Também alguns cantores admitem se inspirar em alguns livros para suas composições. E é sobre estes que quero findar a postagem de hoje, com uma lista breve de músicas que tiveram inspiração em alguns importantes livros da literatura universal. A lista foi confeccionada por Almir de Freitas para o seu blog Não me culpem pelo aspecto sinistro:  

1) Kate Bush - Wuthering Heights, inspirada em O Morro dos Ventos Uivantes, de Emily Brontë; 
2) The Cure - Killing an arab, inspirada em O estrangeiro, de Albert Camus;
3) Alan Parsons Project's (?) - Cask of Amontillado, inspirada em O Barril do Amontillado, de Edgar Allan Poe;
4) Rick Wakeman - Journey to The Centre Of The Earth, inspirada em  Viagem ao Centro da Terra, de Julio Verne;
5) Guns N' Roses - Catcher in the rye, inspirada em O Apanhador no Campo de Centeio, de J. D. Salinger
6) Joy Division - Internoze, inspirada em Almoço Nu, de William Burroughs; 
7) Nirvana - Scentless Apprentice, inspirada em O Perfume, de Patrick Süssekind; 
8) Couting Crows - Rain King, inspirada em Henderson, o Rei da Chuva, de Saul Bellow;
9) Jefferson Airplane - White Rabbit, inspirada em Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll;
10) Bruce Springsteen - The Ghost of Tom Joad, remetendo a As Vinhas da Ira, de John Steinbeck;
11) Rolling Stones - Sympathy for the Devil, baseada n'O Mestre e Margarida, de Mikhail Bulgákov.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A religiosidade clandestina de Hermann Hesse

Água viva, de Clarice Lispector

Pablo Neruda: o que não dá mais para ocultar

Apontamentos sobre alguns textos curtos de Tolstói

Boletim Letras 360º #231

O Bovarismo como pedra de toque na obra de Lima Barreto

Salinger, um grupo de psicopatas e os do MKUltra

A filha perdida, de Elena Ferrante

Fama e preconceito

Quando Borges era Giorgie