Fundação José Saramago e Fundação Casa Jorge Amado celebram os 100 anos de Jorge Amado


Jorge Amado e José Saramago na casa de Calazans, em 1996. (Fundação Casa de Jorge Amado) Foto: Blog da Companhia das Letras

Já comentei por aqui sobre uma leva de eventos que estão acontecendo durante todo 2012 em prol do nome do escritor Jorge Amado. Acresça à lista mais dois: um, divulgado na 2ª edição da revista Blimunda é organizado pela Fundação José Saramago e ocorre no próximo dia 10 de agosto. As comemorações, dentre outras movimentações, incluem uma mostra literária com materiais do escritor e fotografias de Zélia Gattai, mulher do escritor.

O outro, divulgado no último dia 10 pela Fundação Casa de Jorge Amado trata-se do II Colóquio de Literatura Brasileira – Curso Jorge Amado 2012. A primeira edição desse evento ocorreu em agosto do ano passado (cf. notificamos aqui) e contou com palestrantes do Brasil, França, Itália e Alemanha, além da participação de Cecília Amado, neta de Jorge, que dirigiu o filme Capitães da Areia e levou para a sua apresentação um relato sobre a experiência de adaptar uma das obras mais lidas do escritor baiano para o cinema. Todos os depoimentos da primeira edição do Colóquio foram organizados em um livro, que será lançado dentro da programação deste ano.

II Colóquio de Literatura Brasileira – Curso Jorge Amado 2012 que integra o calendário das atividades comemorativas ao centenário de Jorge Amado contará com o tema Jorge Amado, 100 anos escrevendo o Brasil e é promovido, como a primeira edição, pela Fundação Casa de Jorge Amado (FCJA) em parceria com a Academia de Letras da Bahia (ALB). O curso ocorrerá entre os dias 13 e 17 de agosto e será realizado sempre à tarde, nas sedes das duas instituições.

Até agora, já estão confirmados os nomes de Ana Maria Machado, presidente da Academia Brasileira de Letras; Domício Proença Filho, também da ABL; Ana Rosa Ramos e Ivia Alves, da UFBA; Eduardo Assis Duarte (UFMG); Muniz Sodré (UFRJ); Ubiratan Castro (ALB); Yeda Castro (UNEB/ALB); Jorge Araújo (UEFS); Florisvaldo Mattos (ALB); Luís Henrique Dias Tavares; Claudius Portugal; Paloma Jorge Amado e João Jorge Amado. As mesas serão divididas seguindo quatro eixos temáticos: Religiosidade e miscigenação; Participação política; Recepção critica; Identidade e utopia.

Paralelamente, ocorrerão sessões de comunicações, para as quais haverá inscrição prévia mediante submissão de um resumo do trabalho elaborado, no site da Fundação. Os 30 trabalhos selecionados serão divulgados até o dia 30/07.

As inscrições para ouvintes também já estão abertas no site. São apenas 100 vagas e o critério de preenchimento será o de ordem de conclusão da inscrição, ou seja, preenchimento do formulário online e envio do comprovante de pagamento (R$10 para ouvintes e R$80 para apresentadores de trabalhos). Serão conferidos certificados de 20 horas aos participantes, além do certificado para os participantes das sessões de comunicações.

Todas as informações bem como inscrições podem ser obtidas aqui

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinco livros para conhecer a obra de William Faulkner

Essa estranha instituição chamada literatura: uma conversa com Jacques Derrida

Os melhores diários de escritores

Lolita, amor e perversão

O conto da aia, o pesadelo de ser mulher numa teocracia

Os ventos (e outros contos), de Eudora Welty

O primeiro conto de Ernest Hemingway

Há muitos Faulkner

Kazuo Ishiguro, Prêmio Nobel de Literatura 2017

Boletim Letras 360º #239