Postagens

Mostrando postagens de Março 19, 2012

Rubem Fonseca

Imagem
A primeira vez que li alguma coisa de Rubem Fonseca foi ainda na Graduação em Letras. O livro de contos Secreções, excreções e desatinos. A pior porta de entrada na literatura do escritor mineiro - disseram-me já não uma vez. Talvez seja verdade. E verdade talvez seja também que entrar por um mal livro na vida literária de qualquer seja o escritor pode ser uma faca de dois gumes: ou se intriga e procura ver se outras ruindades literárias formam a prática do escritor em questão ou se intriga também, mas no sentido de abandonar de vez o escritor.

Duas formas mais prevísiveis de se dar a entrar na literatura de algum escritor: lendo-o ou lendo o que a crítica concebeu em relação a obra dele. Pelas duas vias a faca de dois gumes está lá.  Evidentemente que, pela forma segunda o distanciamento operado entre leitor e obra é maior e as chances de desconsideração de obras e escritores é bem maior, evidentemente. A crítica como todo território político tem seus preferidos e sustê-los no altar…