Postagens

Mostrando postagens de Março 23, 2012

Pedro Nava

Imagem
Desde 2012, a obra de Pedro Nava ganha reedição pela Companhia das Letras. A renovação da obra só reitera uma coisa: a importância da sua literatura para o panorama da produção literária no Brasil. Nava figura, nos dizeres da crítica especializada, como o mais importante dos nossos memorialistas ou como já o designaram um Marcel Proust dos Trópicos. Dentre suas obras mais famosas estão Baú dos ossos (1972), Balão cativo (1973), Chão de ferro (1976), Beira-mar (1978) e Galo das trevas (1981). Todos esses títulos estarão muito próximos do leitor brasileiro.

Natural de Juiz de Fora, companheiro, entre outros, de Afonso Arinos e Prudente de Moraes Neto no internato do Colégio Pedro II, Nava seguiu a carreira da medicina depois de findar o curso em 1927. Seguiu a carreira do pai, José Pedro da Silva Nava. Especializou-se em Reumatologia, e sempre usou a profissão (de maneira brincalhona, é claro) como elemento que o fez decidir-se pelo não-ingresso na Academia Brasileira de Letras. Na F…