Postagens

Mostrando postagens de Setembro 27, 2012

A filha do pai, de Daniel Auteuil

Imagem
Este é um filme de estreias: Astrid Bergès-Frisbey ocupa pela primeira vez o papel principal num longa; seu primeiro trabalho foi em 2008 no premiado Uma barragem contra o Pacífico, depois fez uma comédia, La première étoile, em 2009, e neste mesmo ano atuou na série para televisão La reine morte. Ainda atuou em Bruc, La llegenda, em 2010, foi uma das sereias em Piratas do Caribe – a fonte da juventude. Já Daniel Auteuil dirige seu primeiro filme. Dirige e atua. É ele o divertido poceiro Pascal Amoretti, viúvo e com um ‘batalhão’ de mulheres, suas filhas, sob sua responsabilidade. Aliás, esse é um daqueles filmes que toma como centro das atenções a rara figura do pai de família, mas sem se reduzir ao drama piegas. Pois bem, desse grupo de mulheres, a mais velha, Patricia (vivida por Astrid), é o tesouro mais valioso do pai, pela presteza no cuidado com as irmãs e com a casa. Ela é a que, pela força da circunstância desenvolve um instinto maternal desde cedo e assume para si as respons…