Postagens

Mostrando postagens de Outubro 1, 2012

Na estrada, de Walter Salles

Imagem
Por Pedro Fernandes



1. Demorou e muito para que o filme chegasse nas telas dos cinemas em Natal. Pelo menos um mês depois de quando já havia saído de circulação nos cinemas nacionais e da esperança dos telespectadores de cá para vê-lo. O caso foi motivo de verdadeiro rebuliço nas redes sociais, em alguns blogs e até jornais de grande circulação no Rio Grande do Norte sobre o descaso que as redes de exibição tem para com seus usuários. Foi o momento oportuno para se questionar as motivações que fazem determinadas produções serem anunciadas, seja nos trailers, seja nos cartazes de corredor e o filme não ter a estreia esperada. Enfim, numa tentativa de se corrigir, ou porque já estivesse fácil demais trazer a aclamada produção de Walter Salles, a coisa aconteceu: quando ninguém esperava lá estava na lista de estreias da semana Na estrada.
2. O retorno de Walter Salles às telas é muito bem acertado, porque fazer um filme com o tema do romance de Jack Kerouac é, de certa maneira, retornar a …

Uma garrafa no mar de Gaza, de Thierry Binisti

Imagem
Por Pedro Fernandes



Se houve uma questão que perpassou boa parte dos filmes franceses exibidos este ano no Festival Varilux de Cinema Francês foi a dos trânsitos identitários e posso, de memória citar, aleatoriamente, o título de alguns desses filmes: Aliyah, Americano, O barco da esperança, Intocáveis, E agora, aonde vamos?, e este Uma garrafa no mar de Gaza.
Pode ser que não seja, neste, como em alguns dos outros citados, uma questão central, mas o tema está lá. Aqui, Thierry Binisti, elege a história de um amor impossível tal qual o dos clássicos que nós já conhecemos, mas, a família rival, é substituída pela pátria e, diferentemente do amor à primeira vista, é um amor que se constrói meio pela passagem do tempo a partir de um acaso; isso porque é a partir de uma garrafa lançada ao mar em Israel e encontrada por um grupo de adolescentes na Palestina, desse simples fato, que se instaura o enredo amoroso.


Percebo que não foi interesse do cineasta tratar meramente da descoberta do amo…