Boletim Letras 360º #9

William Carlos Williams muito à vontade. Coisas de novo Tumblr posto na rede por esses dias
- Poets without clothes



Impressão ou esta semana voou mais rápido que normal? Acho difícil encontrar alguém que discorde, mas... terá sido a quantidade de leituras o que leva o tempo a ir rápido assim? Se formos pela Teoria da Relatividade, estaremos certos que sim. Mas, então, passou tão rápido que não deu tempo de acompanhar o movimento na nossa time line no Facebook? Agora é a hora.


Segunda-feira, 15/04

>>> Estados Unidos: Clarice Lispector para estadunidense ver

A primeira tradução para o inglês de Um sopro de vida (em inglês A Breath of Life), último livro de Clarice Lispector, por Johnny Lorenz, é finalista do Prêmio de Melhor Livro Traduzido nos Estados Unidos, na categoria Ficção. O anúncio dos dez finalistas, escolhidos entre 25 nomeados, foi feito no último dia 13 de abril pelo centro de investigação literária que criou a premiação, o Three Percent, da Universidade de Rochester, no Estado de Nova York. O Prêmio de Melhor Livro Traduzido nos Estados Unidos é atribuído anualmente à melhor obra vertida ao inglês, publicada no mercado americano, considerando a qualidade narrativa e de tradução. A cerimônia de entrega dos prêmios ocorrerá em Nova York no dia 4 de junho. O autor e o tradutor das obras premiadas nas categorias de Ficção e Poesia receberão um prêmio de US$ 5 mil (cerca de R$ 9,8 mil) cada um, fornecido pela Amazon. Um sopro de vida foi editado nos Estados Unidos em 2012 pela New Directions.

>>> Estados Unidos: Um exemplar do primeiro livro impresso nos Estados Unidos vai a leilão

Trata-se de uma edição rara de Bay Psalm Book, primeiro livro impresso nas colônias que, depois, converteram-se nos Estados Unidos. A agência de notícias Reuters divulgou que o leilão será pela Sotheby's de Nova York no mês de novembro. Calcula-se que os lances podem chegar entre R$ 38,7 e 77,5 milhões. A obra data de 1640; foi redigida por pastores puritanos na baía de Massachusetts, dois anos depois da importação da primeira prensa gráfica. Trata-se de uma nova tradução da versão em hebreu de O Livro dos Salmos, mais fieis, segundo os autores, ao que haviam trazido da Inglaterra. Não se leiloa nenhum exemplar desse livro desde 1947. Na ocasião, bateu todos os recordes para um livro impresso, segundo a Sotheby's. O livro que será leiloado pertence a uma igreja de Boston, a Old South Church, que planeja financiar sua reforma e seus programas sociais.

>>> Inglaterra: Os 60 anos de James Bond

O livro Cassino Royale, no qual o escritor Ian Fleming criou o carismático James Bond, o agente secreto britânico mais famoso do planeta, completa 60 anos com frescor e a continuidade da saga garantida. Foi com esse livro, lançado no dia 13 de abril de 1953 com os primeiros relatos de um 007 com licença para matar, que o escritor londrino deu início a uma das sagas de ação mais relevantes do mundo literário e do cinema. Devido ao seu grande êxito comercial, a trama de Fleming não demorou muito para ganhar uma adaptação às telas com três versões: a primeira para televisão e outras duas para o cinema.


Terça-feira, 16/04

>>> Inglaterra: Listas

A revista britânica Granta divulgou o nome dos 20 autores que compõem sua mais recente edição com os "melhores jovens romancistas britânicos". Elaborada uma vez por década, desde 1983, a lista ganhou a reputação ao revelar estrelas como Martin Amis, Julian Barnes, Kazuo Ishiguro, Ian McEwan e Salman Rushdie. Dos nomes agora listados – Naomi Alderman, Tahmima Anam, Ned Beauman, Jenni Fagan, Adam Foulds, Xiaolu Guo, Sarah Hall, Steven Hall, Joanna Kavenna, Benjamin Markovits, Nadifa Mohamed, Helen Oyeyemi, Ross Raisin, Sunjeev Sahota, Taiye Selasi, Kamila Shamsie, David Szalay, Adam Thirlwell, Evie Wyld – atenção para o de Zadie Smith que já havia aparecido na lista de 1983.

>>> Portugal: Clarice Lispector lusa

Já comentamos aqui da exposição em cartaz na Fundação Calouste Gulbenkian; seguindo o evento, o periódico literário Ípsilon, por acordo com a editora Relógio D'Água, começou a publicar a partir de ontem, sexta-feira, 19/04, nove crônicas de Clarice Lispector. Uma por semana até o fim da exposição. Os textos editados são extraídos de A Descoberta do Mundo – mote da exposição.

>>> Estados Unidos: A linha de roupas masculinas inspiradas em O Grande Gatsby

Que o Jay Gatsby e companhia vistam-se muito bem já sabemos: todos são multimilionários e estão no auge do american dream ou na ascensão do american way of life. Um dos hábitos dos desses meios é não fazer feio no figurino. Pois, a Brooks Brothers se associou à figurinista Catherine Martin para a criação de uma coleção de trajes para os homens do filme de Luhrmann e, aproveitando o lançamento do filme dispôs para negócio uma edição limitada da criação. A coleção é baseada em peças originais da grife Brooks Brothers disponíveis em seus arquivos de acordo com que se vestiam os homens de 1925 nas festas luxuosas. A própria marca é mencionada várias vezes nos escritos de F. Scott Fitzgerald como uma fornecedora das melhores roupas para cavalheiros e o bem-estar do homem estadunidense. Os figurinos femininos para o filme ficaram a cargo da Miuccia Prada e as mulheres já então se perguntam se Prada fará um lançamento do tipo da Brooks. Veja a coleção aqui.

>>> Estados Unidos: A Digital Public Library of America disponibilizará os acervos de bibliotecas, arquivos e museus da América on-line

O projeto foi lançado no dia 18 de abril. “A ideia nasceu numa conferência feita em Harvard, em 1º de outubro de 2010, num pequeno evento envolvendo quarenta pessoas, a maior parte delas à frente de fundações e bibliotecas. A DPLA será um sistema de distribuição de conteúdo eletrônico que fará com que os acervos das bibliotecas públicas e de pesquisa, arquivos, museus e sociedades históricas estejam disponíveis, facilmente e de graça, a quaisquer leitores que estiverem conectados à internet. De início, a oferta da DPLA será limitada a uma rica variedade de coleções — livros, manuscritos e trabalhos artísticos — já digitalizadas em instituições culturais. A interface de fácil utilização irá, portanto, possibilitar que qualquer leitor consulte trabalhos que costumam estar em estantes inacessíveis ou trancados em salas de coleções raras." – recortes do texto de apresentação do projeto publicado por Robert Darnton no The New York Review of Books e traduzido no site da Brasiliana. Para acesso a Digital Public Library of America basta clicar aqui.

>>> Brasil: Exposição sobre Lygia Fagundes Telles no Rio de Janeiro

Na semana passada divulgamos por aqui as comemorações ensaiadas pelo Instituto Moreira Salles pela passagem dos 90 anos de Lygia Fagundes Telles. Outra novidade para o público é a exposição sobre a escritora preparada pela Fundação Biblioteca Nacional. A mostra vai até o dia 10 de junho. Composta por documentos do setor de Obras Gerais da BN reúne contos e romances, diversos livros que foram selecionados para ilustrar a trajetória de Lygia desde suas primeiras publicações até obras mais recentes, como Invenção e Memória. Além disso, há reproduções de periódicos referentes à ela e fotografias. A Exposição Lygia Fagundes Telles fica no 2º andar da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro com visitação de segunda a sexta-feira das 9h às 20h; sábados das 9h às 17h; domingos e feriados das 12h às 17h. A entrada é franca.

>>> Brasil: Instituto Moreira Salles disponibiliza aos leitores primeira carta de Lygia Fagundes Telles para Erico Verissimo

Escrita em janeiro de 1941, a correspondência é apenas uma da extensa quantidade de missivas trocadas entre os dois escritores. Leia o conteúdo da carta e o contexto em que essa amizade das Letras começou no blogdo IMS.


Quarta-feira, 17/04

>>> Brasil: Lançamento de Retratos para a construção do feminino na prosa de José Saramago em Belém (PA)

O livro Retratos para a construção do feminino na prosa de José Saramago de Pedro Fernandes segue sua trilha país afora e terá um lançamento por ocasião do IV Congresso Internacional de Estudos Linguísticos e Literários na Amazônia. A apresentação a cargo da editora Appris acontecerá no dia 25 de abril de 2013, às 17h30, no Centro de Eventos Benedito Nunes (CEBN).

>>> Brasil: Mostra traz produções de David Lynch

A obra cinematográfica-surrealista de David Lynch será exibida na mostra David Lynch – O Lado Sombrio da Alma. Entre os 30 filmes que poderão ser revistos estão os clássicos Veludo Azul (1986), Homem Elefante (1980) e Cidade dos Sonhos (2001). Também estão na programação os longas menos conhecidos como O Zelly e Eu (1988) – trama em que Lynch interpreta um rico senhor. Inquestionavelmente imperdível para aqueles que gostariam de conhecer outras facetas do diretor e observar como todos os trabalhos dialogam entre si. A mostra teve início ontem e vai até o dia 28 na Caixa Cultural São Paulo (Praça da Sé, 111, São Paulo (SP)). – Entrada franca.

>>> Inglaterra: Contos da Cantuária, de Geoffrey Chaucer, disponíveis on-line

Num 17 de abril, em 1397, Geoffrey Chaucer leu pela primeira vez na corte de Ricardo II textos do seu Contos de Cantuária. A Biblioteca Britânica disponibiliza on-line duas primeiras edições do livro que provavelmente foram impressas em 1476 e 1483 respectivamente. Os originais estão na Biblioteca Britânica. Para acessar, basta ir aqui


Quinta-feira, 18/04

>>> Brasil: Filme sobre Caio Fernando Abreu 

A notícia saiu no blog Telona, da Sonia Racy: Paula Dip, autora do livro Para Sempre Teu, Caio F., focado em Caio Fernando Abreu, está finalizando roteiro sobre o dramaturgo e escritor. O filme do tipo documentário será rodado em parceria com Cadé Salles.

>>> Brasil: Filme sobre a obra de Caio Fernando Abreu

Talvez não entre em circuito nacional. Fica, ainda assim o registro: durante do Festival É tudo verdade de 2013 teve estreia o documentário Sobre sete ondas verdes espumantes, de Bruno Polidoro e Cacá Nazario. É um documentário poético sobre a obra do escritor Caio Fernando Abreu. Os diretores utilizam o par belas imagens das cidades em que Caiu morou – Santiago, Amsterdã, Berlim, Colônia, Paris, Londres, Porto Alegre e São Paulo – com trechos de seus livros. Seguem depoimentos de amigos próximos: Marcos Breda, Maria Adelaide Amaral, Grace Gianoukas, Adriana Calcanhoto, o escritor Reinaldo Moraes e pessoas espalhadas pelo mundo que dão vida a obra de Caio em línguas estrangeiras. 

>>> Japão: Murakami em alta

Não temos números por aqui para saber a quantas anda a publicação recente do segundo volume da trilogia 1Q84 aqui no Brasil, mas no Japão Murakami segue em alta, não com os livros da série, mas com o livro recém lançado por lá – Shikisai wo Motanai Tazaki Tsukuru to Kare no Junrei no Toshi (algo como O Descolorido Tazaki Tsukuru e seus Anos de Peregrinação, em tradução literal) – e sobre o qual comentamos por aqui. A editora chegará a tiragem de 1 milhão de exemplares, devido ao grande número de pedidos. Até então a editora havia preparado 500 mil exemplares, depois decidiu imprimir 100 mil exemplares a mais no dia do lançamento, 12 de abril, 200 mil a mais três dias depois e, finalmente, outros 200 mil adicionais na quinta-feira. O livro alcançou a marca em apenas sete dias, contra 12 dias para o terceiro volume da obra anterior de Murakami, 1Q84, lançado no Japão em 2010. O novo romance de Murakami, já estava no primeiro lugar da lista de mais vendidos antes mesmo do lançamento, em consequência da alta demanda.

Sexta-feira, 19/04

>>> Brasil: Literatura indígena (1)

O Encontro de Escritores e Artistas Indígenas está celebrando uma década. A edição comemorativa será realizada em junho (de 05 a 16), no Salão do Livro para Crianças e Jovens, no Rio de Janeiro. Dessa edição vão participar 25 indígenas e será lançada uma antologia com textos inéditos de 14 escritores para o público adulto. Daniel Munduruku (foto), autor de 43 títulos, a maioria para crianças é um dos homenageados da edição deste ano e participa ao lado de outros escritores como Cristino Wapichana, Olívio Jekupé, Graça Graúna, Manuel Moura Tucano, Rony Wasiry, Yaguarê Yamã - este último teve títulos selecionados para o catálogo internacional da FNLIJ de 2013, apresentado no mês passado na Feira do Livro para Crianças de Bolonha. No encontro, também se planeja uma exposição e serão realizadas oficinas artísticas com educadores, além das atividades com crianças. Daniel, um dos mentores do primeiro encontro celebra ainda os 10 anos do seu livro Meu Vô Apolinário (Studio Nobel), que conta a dificuldade de uma criança indígena de aceitar sua condição. O livro ganhou o Prêmio de Tolerância da ONU e foi decisivo para estimular outros indígenas a escrever.

>>> Brasil: Literatura indígena (2) 

Depois do lançamento no fim do ano de 2012 de La Poésie du Brésil (Éditions Chandeigne) na França que começa com capítulo só com narrativas míticas e cantos de vários povos indígenas foi apresentada na semana passada, no Brasil a antologia “Poesia.Br” (Azougue Editorial); a caixa com dez livros faz uma coletânea de poetas brasileiros da contemporaneidade até os tempos da colônia e mais além, com uma seleta intitulada "Cantos Ameríndios". São cantos de diferentes povos indígenas – bororo, caxinauá, marubo, embiá-guarani, maxacali – publicados apenas em português sem notas de rodapé ou explicações acadêmicas. A antologia francesa organizada pelo franco-brasileiro Max de Carvalho, começa com o capítulo "Les Immémoriaux" (“Os imemoriais”), reunindo narrativas míticas, cantos de amor e cantos xamânicos de diferentes povos indígenas.

>>> Colômbia: Feira do livro de Bogotá

No ano em que Portugal é o homenageado na Feira do Livro de Bogotá, José Saramago, Prêmio Nobel de Literatura, é o grande lembrado por ocasião do evento: No dia 18 de abril foi dada abertura à Exposição José Saramago – 90 anos; no dia 19, foi lançado o livro-ensaio A estátua e a pedra (edição bilíngue sobre a qual informamos por aqui esses dias) e deve ocorrer ainda o lançamento de José e Pilar - conversas inéditas do diretor português de José e Pilar, Miguel Gonçalves Mendes. Também haverá exibições desse filme por lá. Uma comitiva de escritores, ilustradores e outros segmentos do meio livreiro acompanha o evento. A Feira teve início no último dia 17 e segue até o dia 1º de Maio. Ano Passado, foi o Brasil o convidado de honra.

>>> Brasil: Outros contornos do Encontro Natalense de Escritores em 2013

A última novidade sobre o Encontro Natalense de Escritores (ENE), deste ano havia sido a inclusão do Encontro de Escritores de Língua Portuguesa ao evento, as datas e a sondagem de alguns nomes. Na última reunião realizada nesta semana mais nomes: Mauro Ventura, colunista d’O Globo, Flávio Carneiro, Murilo Melo Filho e Nélida Piñon.

>>> Estados Unidos: O poeta está nu

Não falta mesmo mais nada na web. Depois de um Tumblr com fotografias de escritores em situações diferentes da corriqueira vida entre livros; depois de outro Tumblr com escritores e intelectuais à vontade na praia; depois de nossas atrevidas incursões pela ala felina amiga dos escritores ou pela infância dos grandes; (ufa!) o assédio à vida íntima de quem escolheu esconder-se chegou aonde chegou: um Tumblr (sempre ele) com imagens de poetas em pelo. Duvida? Bom, já dá para apostar quem é o campeão de fotos por lá? Acertou quem disse Allen Ginsberg. E não é só fotografia; há outras incursões artísticas. Por aqui.

>>> Brasil: Os preparativos para a Feira do Livro de Mossoró (RN)

Mais uma vez a Feira do Livro de Mossoró terá mudança de local: em 2013 será no West Shopping. O evento, que está na sua 9ª edição, vai acontecer entre os dias 7 e 11 de agosto e dentre outros temas vai destacar o centenário do poeta, escritor e compositor Vinícius de Moraes. Dentre os participantes já confirmados estão os nomes dos escritores José Castello, Antônio Francisco, Mário Gérson, Gustavo Luz, entre outros.



..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Inferno provisório, de Luiz Ruffato

L’amour, de Michael Haneke

O Bovarismo como pedra de toque na obra de Lima Barreto

A religiosidade clandestina de Hermann Hesse

Rupi Kaur: poeta reconcilia o passado das mulheres indianas e transforma sua dor em tema universal

Como alguém se transforma num escritor? Dez notas sobre o primeiro livro

Sartre: a autenticidade e a violência

Entre a interdição e a plenitude: treze livros para o Orgulho Gay

Clara dos Anjos: a chaga dos anos 20

O progresso do amor, de Alice Munro