Boletim Letras 360º #41

Fotografia de um peixe pescado do Hemingway e que foi a leilão na Inglaterra. Mais detalhes sobre ao longo deste boletim. Reprodução G1.



Já estamos um ano mais velho. Aumentam responsabilidades, é óbvio; mas estamos buscando ainda rejuvenescer. Fizemos alguns ajustes no blog. Os que nos conheciam de antes, já perceberam que tudo está, como dissemos outro dia no Facebook, mais clean. Tivemos a estreia esta semana de mais um colunista: Cesar Kiraly, ensaísta, poeta, professor. Por falar em aniversário, a nossa promoção como celebração pela data foi um sucesso! 145 inscritos. Mas, uma pena, seis sorteados. Quiséramos ter dinheiro para presentear todos os 145 com um livro. Todos os vencedores já foram contatados pelo e-mail cadastrado na promoção e começarão, à medida que nos responder esse contato, a receberem seus brindes. Outra novidade acompanhada ao visu clean é que todas as publicações de catálogos editados pelo blog estão agora num só lugar. Vale conferir o novo menu que colocamos por acima: Biblioteca. E, claro, aproveite! Sem mais delongas, vamos ao que foi notícia esta semana em nossa página no Facebook.

Segunda-feira, 25/11

>>> Estados Unidos: A vida de Tolkien vai virar filme

Já está em produção Tolkien & Lewis, que contará a história da amizade dos dois grandes escritores. Mas, além dessa produção, outro título está em fase de produção. Roteirizado pelo irlandês David Gleeson o filme mostrará os momentos em que J.R.R. Tolkien escrevia as obras que o tornaram famoso, Senhor dos anéis e O Hobbit, além de abordar sua carreira acadêmica em Oxford e a participação na Primeira Guerra Mundial, servindo o exército britânico. O longa-metragem biográfico está sendo produzido pela Fox Searchlight e Chernin Entertainment, mas ainda não foi informado quem estará na direção, nem sobre os atores que darão vida aos personagens.

>>> Brasil: Edição especial reúne primeiros escritos de Vinicius de Moraes

São 13 poemas inéditos que chegam a público na terceira edição do Arquivinho Vinicius, lançado pela editora carioca Bem-Te-Vi. Além do caderno inédito, a nova edição traz ainda o álbum Miúcha canta Vinicius & Vinicius, em que a cantora interpreta músicas nas quais letra e melodia são de autoria do poeta. O Arquivinho foi apresentado pela editora originalmente em 2001 e agora é reeditado com estas novidades. Ela traz ainda fac-símiles de cartas, bilhetes e cartões-postais enviados ao escritor por amigos, uma partitura da música “Loura ou morena” (1928), um texto crítico de Antônio Cândido e uma reprodução do retrato do poeta pintado por Candido Portinari, em 1938, entre outros documentos.

>>> Suécia: Uma versão animada de Blade Runner, de Ridley Scott, feita a partir de 12.597 pinturas em aquarela

O artista sueco Anders Ramsell passou a maior parte do último ano e meio trabalhando em uma homenagem ao filme de Ridley Scott Blade Runner, e agora o arquivo por ele montado está pronto para o mundo ver.  Com 35 minutos, Blade Runner - Edição em Aquarela segue enredo geral do filme original, mas toma certas liberdades. (Ramsell chama de "paráfrase" do filme original). O filme de animação é composto por 12.597 pinturas em aquarela de 1,5 x 3cm de tamanho cada uma. Pode ser visto aqui.

>>> Portugal: Boa parte do espólio de Eça de Queirós on-line

No dia em que o escritor inteira 168 anos, uma dica é visitar o hotsite elaborado pela Biblioteca Nacional de Portugal que reúne informações, imagens e parte significativa do espólio do romancista português. Aqui.


Terça-feira, 26/11

>>> Brasil: Os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura

O vencedor na categoria romance foi o escritor Daniel Galera com o romance Barba ensopada de sangue. Mas o destaque mesmo foi para as editoras tidas como menores: Desnorteio (Editora Patuá), de Paula Fábrio, foi vitorioso na categoria Melhor Livro do Ano de 2012 – Autor Estreante com mais de 40 anos, e Antiterapias (Scriptum), de Jacques Fux, venceu como Melhor Livro do Ano de 2012 – Autor Estreante com menos de 40 anos.

>>> Itália: O lugar que inspirou o autor de Pinóquio está à venda

Por pouco mais de 28 milhões de reais. Villa di Colonnota está localizada no subúrbio de Florença e a pouca distância de onde ficava a humilde oficina de marionete onde viveu a personagem que serviu de inspiração a Carlo Collodi para a criação de Gepeto e seu boneco de madeira. Os 3 mil metros quadrados da mansão é cercado por um jardim de sete hectares, onde está um gramado conhecido como o “Campo dos Milagres”, onde um jardineiro famoso teria encontrado um tesouro de moedas no século XIX – enredo que serviu a um conto incluído em Pinóquio. O espaço aparece no livro como o lugar onde a raposa e o gato persuadem o ingênuo Pinóquio a enterrar seu dinheiro dizendo-lhe que ele vai crescer e se multiplicar.

>>> Brasil: A obra que transformou Albert Camus em um dos nomes mais importantes da literatura francesa será reeditada

Meursault vê sua vida mudar completamente quando mata um homem; é preso, julgado, condenado. Tudo acontece de repente, sem explicação nem consolo para o absurdo de sua vida. Meursault é o estrangeiro, um forasteiro quanto aos ditames da sociedade, personagem criado por Albert Camus para mostrar o que há de mais trágico na condição humana. Um clássico da literatura que, mesmo após setenta anos de sua publicação, consegue manter um caráter atual.  O já conhecido enredo de boa parte dos leitores brasileiros que estava fora de catálogo tem seu tempo chegará em breve às livrarias. A capa da nova edição de O Estrangeiro foi apresentada a público ontem pela Editora Record - a responsável por esse feito.

>>> Estados Unidos: Uma visita em 3D à Terra Média

Atenção, fãs de O Senhor dos Anéis e O Hobbit! O Google criou uma ferramenta de visita virtual ao espaço dos livros e dos filmes. Além de um mapa da região, é possível visitar as cidades e andar pelas construções em 3D. O mapa foi criado em parceria com a Warner Bros. e apresenta Dol Guldur, Valfenda e a Floresta dos Trolls. Há locais que ainda não foram disponibilizados (Salão de Thranduil, Cidade do Lago e Erebor) e aparecem com um cadeado. Em Dol Guldur é possível usar teclado e mouse para andar pela fortaleza destruída. Em Valvenda, o usuário deve usar o mouse para fazer todas as flores que aparecem em um caminho brotarem. Além das cidades há informações sobre personagens como Gandalf, Bilbo Bolseiro e Galadriel, por exemplo. O mapa virtual foi lançado por conta do longa O Hobbit - A Desolação de Smaug, que chega aos cinemas brasileiros em 13 de dezembro.


Quarta-feira, 27/11

>>> Brasil: Edição apresenta Klaxon, ícone do Modernismo nacional

Foi, de fato, a primeira revista modernista do Brasil; circulou entre maio de 1922 e janeiro de 1923. E agora, 90 anos depois seu desaparecimento é apresentado ao leitor uma edição fac-símile editada pelo Instituto de Cultura Contemporânea (Icco) e a editora Cosac Naify. A caixa com os nove números da revista, primeira ação dos modernistas depois da Semana de Arte Moderna de 1922, traz um número extra concebido pelos artistas Marilá Dardot e Fábio Morais, que fundiram os exemplares originais, criando um turbilhão de imagens sobrepostas ao gosto dos barulhentos modernistas - klaxon era a buzina dos automóveis da época. Todos os exemplares, entretanto, estão on-line; vá por aqui.

>>> Inglaterra: Nesse mercado de tudo vende-se

Imaginem só! Agora um peixe fisgado pelo escritor Ernest Hemingway deve alcançar a cifra de quase R$ 30 mil em leilão. Isso mesmo! O peixe que foi empalhado após ser fisgado por Hemingway em 1929 em Key West, na Flórida, foi leilão na Inglaterra com lances em torno de 8 mil libras. 

>>> Brasil: Ouvir Ana Cristina Cesar

A Rádio Batuta do Instituto Moreira Salles recupera uma conferência da poeta, dada em 6 de abril de 1983, seis meses antes de sua morte aos 31 anos; trata-se de uma fala para alunos do curso "Literatura de mulheres no Brasil", realizado pela professora Beatriz Resende na então Faculdade da Cidade, no Rio de Janeiro. É um registro de sua voz que sobreviveu ao tempo, graças aos cuidados de Beatriz. Ana Cristina fala de seu livro A teus pés (o único lançado por uma editora), de seu processo de criação, de autores que lhe serviram de referência e de poesia em geral. A Batuta selecionou trechos da conferência para o "Literatura em voz alta".  Ouça aqui.

>>> Estados Unidos: Surpresa no National Book Award

A divulgação do ganhador do prêmio literário aconteceu esta semana e o romance The Good Lord Bird, de James McBride, desbancou nomes como o de Thomas Pynchon que concorria com seu último trabalho, Bleending Edge. A revelação do vencedor foi surpresa até para o autor que confessou que lhe parecia tão improvável ganhar que não se dera nem ao trabalho de alinhavar um discurso.  Além de McBride e Thomas Pynchon concorriam os nomes de Rachel Kushner, Jhumpa Lahiri e George Saunders, que mesmo não sendo tão famosos como o autor de Bleending, galgavam mais espaço na cena literária que McBride.


Quinta-feira, 28/11

>>> Portugal: Os textos de amor de Fernando Pessoa

Publica-se em Portugal sob a organização de Mariana Gray de Castro uma antologia inédita de Fernando Pessoa; Amo Como o Amor Ama - Escritos de Amor de Fernando Pessoa traz textos de introdutórios de Inês Pedrosa e Vasco Graça Moura, e coloca à luz um Fernando Pessoa muitas vezes ignorado. Para aqueles que sempre insistem que na sua obra não há nada de feminino e de emotivo, talvez estes textos sejam a necessária surpresa.

>>> Brasil: Uma coleção básica para se ter na estante

Cinco volumes inauguram, este mês, a Biblioteca Textos Fundamentais, coleção coordenada por João Cezar de Castro Rocha, professor de literatura da UERJ para a É Realizações. A proposta é publicar livros introdutórios – sempre escritos por especialistas – dedicados ao estudo de obras de literatura, história e filosofia, peças, óperas e filmes. Os primeiros títulos tratam de Casa-Grande & Senzala, Esaú e Jacó, Grande Sertão: Veredas, Iracema e O Filho Eterno. Para 2014 e 2015, estão previstos volumes sobre Viva o Povo Brasileiro, de João Ubaldo Ribeiro; O Estrangeiro, de Alberto Camus; A República dos Sonhos, de Nélida Piñón; Coração das Trevas, de Joseph Conrad; Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha; Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues; Relato de um Certo Oriente, de Milton Hatoum; Eles Eram Muitos Cavalos, de Luiz Ruffato, entre outras obras.

>>> Brasil: Título inédito de Maria Gabriela Llansol

Ela é uma das escritoras mais profícuas da literatura portuguesa contemporânea, no entanto, diferente de outros nomes tem circulação limitada no Brasil. O fato é agora ela poderá está maisperto dos leitores daqui. A editora 7Letras publica Um beijo dado mais tarde, narrativa que coloca em cena temas como a perda, o retorno, a memória, fiados pelas linhas da ficção, do diário, da poesia, do ensaio, enfim, um exemplo perfeito da singularidade do texto llansoliano.

>>> França: Manuscritos de Jean Genet vão a leilão em Paris

Os documentos procedem da família de uma livreira que recebeu em troca de livros pelas mãos do próprio escritor. Na época, Genet estava numa penúria, depois de ter estado preso em vários países da Europa acusado de roubo e prostituição. Alguns dos textos são inéditos e pouco conhecidos dos especialistas, como o “Le prétexte”, com 62 páginas que misturam reflexões e poemas sobre a homossexualidade, o amor e a morte. Outra parte dos manuscritos chegou a ser publicada na revista fundada por Jean Paul Sartre, Les temps moderns. O arquivo se compõe ainda de outros inéditos, como a primeira versão escrita entre 1956 e 1957 da peça Les paravents, de 1961, produção que à época casou verdadeiro escândalo no Odéon de Paris. Há fragmentos nunca publicados de Le funambule, um exercício poético que combina verso e prosa e foi dedicado ao seu amante, o acrobata Abdallah Bentaga.


Sexta-feira, 29/11

>>> Estados Unidos: Inéditos de J. D. Salinger vazam na web

Lembram daquela história de que o autor de O apanhador no campo de centeio havia deixado títulos a serem editados a partir de 2015? Se não, vejam nosso texto aqui. Pois bem, parte destes textos vazaram na internet na noite de quarta-feira, 27/11, depois de aparecerem em um leilão do site eBay. Sob o título de Three Stories, os contos vazados, não eram absolutamente secretos aos especialistas em literatura. Dois deles, "Birthday Boy" e "Paula", estavam disponíveis para pesquisadores da Universidade do Texas. Já "The Ocean Full of Bowling Balls" está disponível na biblioteca da Universidade Princeton, mas para ler era necessário preencher formulários e acessá-lo em uma sala especial, com a supervisão de um funcionário. O próprio autor, ao doar o conto para a universidade, disse que ele só poderia ser publicado 50 anos após sua morte: ou seja, no caso, após 27 de janeiro de 2060. O autor da biografia de J.D. Salinger confirmou ao site BuzzFeed a autenticidade dos três textos. De acordo com as informações postadas no site do leilão, a cópia em papel colocada à venda foi impressa em Londres em 1999, mas não há mais informações sobre a natureza do volume. O livro teria impresso em suas páginas a informação de que era a cópia nº 6 de um conjunto de 25. Aparentemente, os três contos são material antigo, produzido na mesma época em que o autor trabalhou em suas obras publicadas, como Nove Histórias e O Apanhador no Campo de Centeio. Bom, qualquer coisa, achamos que os textos estão aqui.

>>> Brasil: Editora prepara reedição de texto ensaístico de Ana Maria Machado

Escrito originalmente como uma tese orientada por Roland Barthes na École Pratique des Hautes Études de Paris, Recado do nome combina a liberdade de espírito própria da forma ensaística e o rigor teórico de uma estudiosa apaixonada e comprometida com a busca não de uma, mas das diversas verdades que contém um texto literário. Em linguagem clara, despojada dos excessos teóricos da crítica literária dos anos 1970, Ana Maria Machado examina com maestria a relação entre o nome próprio e a estruturação da narrativa na obra de Guimarães Rosa. Consciente da pluralidade de sentidos que a palavra adquire, a escritora demonstra que o nome é carregado de significado e encontra-se na gênese do processo criativo literário. O resultado, nas palavras de Leyla Perrone-Moisés, quem assina o prefácio desta reedição, é “um ensaio literário exemplar”, cujas passagens poéticas já anunciavam o futuro de Ana Maria como escritora. Acrescida de novo prefácio, esta bem-vinda edição celebra a atualidade de uma obra que agrada não apenas aos amantes de Guimarães Rosa e estudiosos de teoria da linguagem, mas também àqueles que desfrutam do prazer da leitura, motor de todo o pensamento da autora.

>>> Brasil: Uma nova tradução para Finnegans Wake, de James Joyce 


Depois da empreitada de traduzir Ulysses, trabalho pelo qual já foi premiado, Caetano Galindo já está a altura de uma tradução nova para Finnegans Wake, de 1939. O livro já foi traduzido anteriormente no Brasil, por Donaldo Schuler, para a editora Ateliê. Ainda não há data para apresentação da nova tradução. Na Ilustríssima, um fragmento da tradução.



..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em teu ventre, de José Luís Peixoto

16 + 2 romances de formação que devemos ler

Milena Jesenská, muito além de namoradinha de Franz Kafka

Boletim Letras 360º #221

Cem anos de solidão cumpriu a profecia de Melquíades

Um romance com treze títulos

J. R. R. Tolkien, o mito desconstruído

O homem sem doença, de Arnon Grunberg

George Orwell e a podridão dos livros

Juan Goytisolo em seu amargo final