Postagens

Mostrando postagens de Julho 6, 2013

A resistência suave do algodão em rama: autoria e crítica nos "Relatórios" de Graciliano Ramos

Imagem
Por Vera Romariz*


Os dois relatórios do escritor Graciliano Ramos, publicados no livro Viventes das Alagoas (1962), foram produzidos entre 1929 e 1930, traindo um diálogo entre o texto informativo e o literário, com discreto hibridismo de discursos. Emerge dessas poucas páginas o relato de sua vida pública, fugaz mas significativa, com traços esparsos de uma crítica da realidade social que jamais abandonou; e os vetores críticos de seu texto são o humor e uma subjetividade ácida, anti-institucional, incomuns em documento de convenção tão normatizada pelas instituições, cuja tradição cultural o modela.
Relatar supõe construir uma “narração ou descrição verbal ou escrita, ordenada e mais ou menos minuciosa do que se viu, ouviu e observou”, segundo o velho dicionário de Aurélio Buarque. Nesse sentido, a natureza do relatório privilegia o documental e aproxima, no maior grau possível, palavra e coisa representada, apesar de tal esforço se afigurar infrutífero no texto ficcional, que rein…