Postagens

Mostrando postagens de Outubro 21, 2013

Felizmente há luar!, de Luís de Sttau Monteiro

Imagem
Por Pedro Belo Clara

Se em anteriores ocasiões trouxe até ao caríssimo leitor obras em poesia e em prosa assinadas pelas mais hábeis mãos que o mundo literário português conheceu, é justo que o campo seja agora extrapolado e, tornando-o mais abrangente e completo, atinja outros géneros igualmente inestimáveis. Neste caso, o do teatro.
Felizmente há luar é a mais famosa obra de um dos mais famigerados dramaturgos portugueses: Luís de Sttau Monteiro. Filho de um embaixador português em Londres, o autor deambulou por campos tão variados como o direito, o jornalismo, a ficção, o teatro e até o automobilismo (!).
A sua incursão pelos caminhos da prosa, que mereceu a sua inicial prioridade, revelou-se curta: cinco livros, apenas, entre 1960 e 1965. Seria, assim, no papel de dramaturgo que Sttau Monteiro definitivamente se consagraria no panorama artístico português. Para tal, muito contribuiu o sucesso da peça que hoje aqui trago a análise. Graças a ela, Sttau Monteiro foi, no princípio dos …