Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 10, 2013

Os livros que me fizeram escritor

Imagem
Por J M Coetzee



Ao longo de sua vida, Jorge Luis Borges criou duas bibliotecas para o seus editores: a primeira denominada em italiano a Biblioteca di Babele, a segunda intitulada Biblioteca pessoal. Quando digo que criou essas bibliotecas, me refiro a que, entre todos os livros do mundo, selecionou uma lista com obras que voltassem ser publicadas, conferiu a essa lista o selo de sua autoridade e escreveu introduções ou prólogos para cada um dos volumes.
A Biblioteca di Babele, criada na década de 1970 para um editor italiano, consta de trinta e três volumes pertencentes ao gênero fantástico, cada um com um prólogo de Borges.
A Biblioteca pessoal, criada para um editor argentino, estava pensada para ter cem volumes, mas a morte de Borges em 1986 interrompeu o projeto. A essa altura havia aparecido uns setenta volumes. A Biblioteca pessoal que não tinha restrições quanto a gênero literário. Os prólogos escritos por Borges eram muito curtos.
Há dois anos, uma editora argentina, El hil…