Boletim Letras 360º #64



Clique para ampliar. Página 7 de um diário Anna de Assis recém-revelado.
As confissões da mulher com quem foi casado Euclides da Cunha e
personagem na história do crime que resultou  no assassinato do escritor
lançam novas luzes para o caso. Mais ao longo deste boletim.

Mudanças na página do Letras no Facebook e não foi porque queremos. Foi imposta. Até o dia 6 de junho todas as páginas na rede social terão este novo e feio visual. O cúmulo do mal gosto. Quando tudo começou também era e foram feitas alguns aperfeiçoamentos que deram alguma beleza na linha do tempo. Agora, voltamos as origens e voltamos pior. Mas, fazer o quê? Seguimos adiante!


Segunda-feira, 19/05

>>> Estados Unidos: A menor HQ está desenhada num fio de cabelo

Até mesmo um fio de cabelo humano perfeitamente liso parece uma escamosa criatura alienígena sob um microscópio. Mas, há um fio de cabelo em particular: o em que foi gravada a HQ Juanita Knits the Planet. A história em quadrinhos foi desenhada num fio de cabelo usando um feixe de íons focalizado. Trata-se de uma narrativa microscópica criada para o Encontro de Software Hardware na Alemanha. Neste vídeo disponível no Youtube, a explicação de como foi feito o desenho.

>>> Brasil: Dalton Trevisan repaginado

Há algum tempo temos acompanhado as novidades em torno da chegada de inéditos de Dalton Trevisan. A boa da vez é que a editora Record está relançando todos títulos do escritor que há muito estavam esgotados. As novas edições ganharam capas concebidas pelo próprio Trevisan, que usou ilustrações de seu amigo Poty Lazzarotto. A única exceção é Desastres do amor, para o qual o autor escolheu um desenho de Di Cavalcanti.

>>> Estados Unidos: David Foster Wallace proibido

Não apenas no Brasil ganha forma a polêmica sobre as biografias. Nos Estados Unidos, os herdeiros de David Foster Wallace condenam o filme sobre a vida do escritor já em fase de pós-produção: trata-se, segundo eles, de apropriação ilegítima do nome e da imagem do escritor e não de uma homenagem. A produção é fruto de acontecimentos de 1996: o jornalista da Rolling Stone, David Lipsky passou cinco dias com o escritor de gravador ligado; acompanhou ele em almoços, jantares, sessões de leitura e de autógrafos, conversou sobre música, literatura, amor, vida. Wallace tinha 34 anos, estava em viagem de promoção de Infinite Jest, a sua obra-prima acabada de ser publicada. Doze depois, Wallace suicidou-se e em 2010 Lipsky publicou um livro baseado no tempo em que esteve com o escritor. Although Of Course You End Up Becoming Yourself: A Road Trip With David Foster Wallace, título que agora é a base para o filme sobre a vida de Wallace que Hollywood. The End of The Tour, é dirigido por James Ponsoldt e está anunciado para lançamento no final de 2014.

>>> Brasil: Memórias do cárcere, de Graciliano Ramos, ganhará nova adaptação para o cinema

O anúncio foi feito pelo produtor Rodrigo Teixeira. A adaptação anterior, feita em 1984, foi exibida no Festival de Cannes e levou o prêmio da crítica internacional. O filme foi dirigido por Nelson Pereira dos Santos e tinha o ator Carlos Vereza no papel principal. Agora, a nova adaptação terá José Eduardo Belmonte como diretor e Caio Blat como protagonista. O trabalho começa a ser rodado no início do ano que vem e deve chegar aos cinemas em 2016. Memórias do cárcere relata os dois anos que o escritor Graciliano Ramos ficou na prisão acusado injustamente de participar de uma conspiração comunista durante a ditadura de Getúlio Vargas.


Terça-feira, 20/05

>>> Brasil: Novo título de Ferreira Gullar a ser publicado

Sai no segundo semestre pelas Edições de Janeiro. Trata-se de uma coletânea de textos em que o poeta contempla autores que ele considera fundamentais para sua formação. Chama-se O prazer do poema.

>>> Estados Unidos: Isaac Newton desconhecido

Polêmica à vista. O lançamento The Newton papers: the strange and true odyssey of Isaac Newton's manuscripts, texto com anos de pesquisa de Sarah Dry, desvenda o lado desconhecido do grande público sobre a vida do britânico que teorizou sobre a força da gravidade. Os estudiosos ditos sérios sempre ignoraram o fato de que Newton passou muito tempo dedicado a coisas não-científicas. No livro, Sarah Dry traça a história misteriosa e precária de Isaac Newton, revelando como os documentos se mantiverem seguros, apesar de não haver "uma conspiração", mas uma supressão de informações. A autora afirma que há uma "quantidade enorme" de escritos de Isaac Newton sobre alquimia e religião, além de uma análise forense da Bíblia num esforço para descodificar as profecias divinas, onde, por exemplo, rejeita a doutrina sobre a Santíssima Trindade.

>>> Brasil: O Bloomsday no Rio Grande do Norte em 2014

É já uma data tradicional: afinal por 28 anos, os amantes da obra de James Joyce se reúnem sempre no mês de junho para a celebração de O Dia de Bloom. Evento que, nos últimos três anos tem se expandido a título de abrigar em suas fronteiras outros lugares da literatura irlandesa. E há seis anos temos divulgado a ideia.  Uma prévia do evento deu-se já entre o fim do mês de março e início de abril, quando o Prof. Bruce Stewart, de Ulster, ministrou pela terceira vez o curso de estudos irlandeses. Depois disso, em junho, a programação recebe exposições, espetáculo teatral, conferências, palestras e mesas redondas.

De 02 a 14 de junho“In Bloom, Dublin pelo olhar de James Joyce”, exposição fotográfica na Livraria Saraiva do Shopping Midway Mall.

Dia 03 de junho“Salomé sou eu”, espetáculo teatral a partir do texto de Oscar Wilde apresentado às 20h no Teatro Riachuelo. 

Dia 04 de junho“Musical interlude” às 9h; conferência com o Prof. Bruce Stewart, às 10h30; mesa redonda às 11h; tudo no Auditório da Biblioteca Central Zila Mamede, na UFRN.

Dia 06 de junhoCelebração a James Joyce com leituras de trechos da obra do escritor, música e lançamento de livros no Ateliê Bar e Petiscaria, na Ribeira, a partir das 19h.


Quarta-feira, 21/05

>>> Brasil: Inédito de Jack Kerouac 

Chega às livrarias brasileiras em junho, pela L&PM Editores, O mar é meu irmão, livro de Jack Kerouac escrito em 1943, mas só publicado há três anos. Além da escrita, a obra é marcada por uma série de fotos e desenhos produzidos pelo Beat.

>>> Brasil: Vargas Llosa ensaísta

Tem pouco tempo que a Alfaguara apresentou aos leitores brasileiros A tentação do impossível, ensaio sobre Os miseráveis, de Victor Hugo. Agora, traz a lume uma edição há muito esgotada no Brasil – foi publicada originalmente em 1979 – em que o Nobel de Literatura analisa Madame Bovary, de Gustave Flaubert. A orgia perpétua – é este o título em questão.

>>> Brasil: Ariano Suassuna, o homenageado do ano na Festa Literária Internacional de Pernambuco

Este ano a FLIPORTO será realizada entre os dias 13 e 16 de novembro no local de sempre: a maravilhosa cidade de Olinda. Discutindo a relação literatura e cinema, o evento apresenta ainda uma homenagem mais que merecida ao escritor Ariano Suassuna. Além do autor de O auto da compadecida, as atenções se voltam também para o nome do jornalista e escritor Raimundo Carrero.

>>> Portugal: Está on-line a edição 24 da Revista Blimunda

Por esses dias a revista que mantém em circulação os princípios da Fundação José Saramago recebeu a premiação na categoria de Design Editorial/Publicações Periódicas no XVI Festival do Clube de Criativos de Portugal – reconhecimento merecido pela qualidade com que os leitores todo mês são brindados.  E por falar em edição; eis mais uma: a de 24, publicada desde a última terça-feira, 20/05. Nesta edição, Blimunda convida os seus leitores a empreender viagens para vários lugares: a Lanzarote, para conhecer melhor o livro de fotos de João Francisco Vilhena sobre a ilha de Saramago; a Lisboa, que recebeu mais uma edição do Festival da Máscara Ibérica; ao Brasil de Zuenir Ventura e Luis Fernando Veríssimo e à sua visão sobre o 25 de abril, com passagens pelo universo mágico de João Lizardo ou o assustador cinema de Tobe Hooper. A edição está aqui.


Sexta-feira, 23/05

>>> Romênia: O Castelo do Drácula está à venda

Bran Castle , uma fortaleza do século 12 empoleirada no topo de uma colina no centro da Romênia, está à venda. O castelo é um destino turístico popular graças ao seu mais famoso (mas fictício) residente, o Conde Drácula. O castelo está cheio de histórias históricas e não apenas o tipo de ficção. De fato, como Smithsonian escreveu, Bram Stoker estabeleceu o lugar como o cenário para o romance, mas nunca se preocupou em visitá-lo. Na vida real, o castelo tem sido o lar de saxões, húngaros e cavaleiros teutônicos, o Telegraph relata, e, talvez, para o infame Vlad, o Empalador (a inspiração de Drácula), que poderia ter sido brevemente preso lá no século 15. Eventualmente, o Castelo de Bran caiu nas mãos da família real da Romênia e foi apreendido pelo governo em 1958. Quando o regime de Ceausescu caiu, a construção, mais uma vez entrou na posse dos herdeiros reais restantes, que foram tendendo a ele desde então. Os interessados pela joia devem desembolsar US$ 80 milhões.

>>> Brasil: Nas livrarias nova antologia de contos de Mia Couto 

Contos do nascer da Terra. Grande parte dos textos foi publicada originalmente em jornais e revistas em 1996, e depois adaptada pelo escritor para este livro, que traz ainda um punhado de contos inéditos. Ao todo são 35 histórias breves que se baseiam no cotidiano quase mágico de Moçambique e exploram a sonora  linguagem do português africano, revelando na escrita a identidade de um povo e o domínio muito próprio da cultura e da criatividade literária.

>>> Brasil: Tradução de título máximo da literatura de David Foster Wallace já tem data de publicação

Para novembro. E sai pela Companhia das Letras. No microblog Twitter, Caetano Galindo, quem se ocupa da tradução do catatau há algum tempo, anuncia que o título no Brasil para Infinite Jest será Graça infinita outra leitura, portanto, da feita em Portugal, onde a obra já foi traduzida com o título de A piada infinita.

>>> Brasil: Diário de Anna Emília Ribeiro de Assis, que foi casada com Euclides da Cunha, põe em xeque parte da versão conhecida sobre assassinato do escritor

Tinha 14 anos quando se casou com Euclides; antes de tudo, animada com a perspectiva de casa nova, vestidos e presentes; depois, o desespero com o “ímpeto carnal” do marido na noite de núpcias, o choro, o destempero do homem que a chamava de “vaca”, os vestidos rasgados, tudo, serviu para o desencanto de Anna por Euclides que se envolve pouco tempo depois com Dilermando de Assis. No relato de 45 páginas recém-revelado, Anna apresenta que Euclides sabia do seu envolvimento com o cadete e viveu algum tempo debaixo de ameaças – o que contraria a versão até então conhecida de que os dois – ela e Dilermando – haviam sido surpreendidos juntos depois de certo lance de desconfiança por parte do escritor.

..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+Instagram

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A atualidade da tragédia grega

É urgente redescobrir a poesia de Hilda Hilst

Ernesto Sabato, algum testamento

Dezesseis obras imprescindíveis ganhadoras do Prêmio Pulitzer

Boletim Letras 360º #216

Em teu ventre, de José Luís Peixoto

Café Society, de Woody Allen

A genial arte de escrever em pé

A violência como produto humano

Mães de tinta e papel: onze livros