Postagens

Mostrando postagens de Julho 15, 2014

Nadine Gordimer

Imagem
A África do Sul tem produzido vários escritores de grande envergadura desde a metade do século XX, mas poucos têm seguido à risca o difícil caminho que seguiu Nadine Gordimer; afinal é para poucos aliar literatura e política sem cair na armadilha de se tornar panfletário. Sondar a relação homem-sociedade, que, afinal é isso o caráter político de toda obra de arte, e tornar isso matéria literária também não é fácil. Mas, diga-se, um escritor não sabe falar de outra coisa se não daquilo que lhe incomoda, se não daquilo que experiencia.
No discurso de recepção ao Prêmio Nobel, em 1991, disse “O homem é o único animal com capacidade de observar a si mesmo e o único dotado da dolorosa capacidade de haver sempre querido saber o porquê. E isso não é apenas a grande questão ontológica sobre por que estamos aqui, através de que religiões ou filosofias buscamos a resposta final que distintos povos em tempos distintos têm formulado também a explicação dos fenômenos cotidianos, como a procriação,…