Postagens

Mostrando postagens de Agosto 25, 2014

Cortázar forasteiro

Imagem
Por Andrés Neuman




Desconhecido íntimo
Por seu impacto iniciático, normalmente se repete que Cortázar é uma descoberta de adolescência. Esta afirmação, que contém suas doses de injustiça, omite ao menos outra realidade: há sobretudo uma maneira adolescente de ler e recordar Cortázar. E essa, definitivamente, não é culpa sua.
Sua aproximação ao vínculo entre escritura e vida, herdada do romantismo mas também das vanguardas, o converte no grupo de autores que gera uma imaginária relação pessoal com seus leitores. Para bem e para o mal, Cortázar é contagioso. Por isso mesmo quem finge desdenhá-lo na realidade estão se defendendo dele.
Duas forcas complementares o mantém num raro equilíbrio emocional. Uma força centrífuga, o humor, que permite distanciar-se de si mesmo; e outra centrípeta, a ternura, que provoca adesão íntima. Seria esnobe subestimá-las.


Outras mecânicas

Os contos fantásticos de Cortázar têm sido isolados num cânone restrito que tende a trair a genuína variedade de sua poéti…