Boletim Letras 360º #122

Harper Lee nos anos 1950 em Monroeville. A escritora é centro das atenções do mundo inteiro pela chegada de Go Set a Watchmann. Mais detalhes ao longo deste boletim.


O centro de todas as atenções dos leitores está para o universo de língua inglesa que recebe no próximo dia 14 a edição de um romance de Harper Lee até então autora de uma única obra, O sol é para todos (no Brasil, reeditado pela José Olympio). Neste boletim, aproveitamos, no instante quando lembramos o primeiro capítulo disponibilizado pelos jornais da Inglaterra e dos Estados Unidos algumas matérias que temos publicado aqui no blog. E o restante das notícias que circularam em mais uma semana no Facebook. Boas leituras!

Segunda-feira, 06/07

>>> Brasil: Marcelino Freire repaginado e com textos inéditos em nova edição de Amar é crime

O livro foi publicado em 2011 em pequena tiragem pelo coletivo artístico Edith, do qual Marcelino é um dos criadores e ganha reedição pelo Grupo Editorial Record. Amar é crime tem capa assinada por um dos mais respeitados artistas gráficos do país, Helio de Almeida e traz agora cinco contos novos em sintonia com as histórias em que o amor flerta com seu reverso: a dor, a morte, o mal.

>>> Estados Unidos: Disponibilizado o áudio das palestras de William Faulkner na Universidade da Virgínia

O escritor ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1949 também está entre os escritores que estiveram à frente de cursos e palestras ao redor do mundo. Ao menos uma parte dessas falas é possível acompanhar on-line. As do final da década de 1950 estão disponíveis a um clique. São áudios gravados de palestras, leituras e conversas com estudantes na Universidade de Virgínia . Ouça aqui.

Terça-feira, 07/07

>>> Inglaterra: Onde se passa a história de seu livro favorito? Pensando em responder essa pergunta, foi criada uma ferramenta de localização que lhe diz o exato ponto no mapa onde se desenvolve a narrativa

As localizações são acessadas a partir do Google Maps. Isso porque uma organização britânica - a LoveReading - resolveu usar a ferramenta para fazer e há algum tempo alguns leitores mais empedernidos já ousaram fazer: mapear os lugares citados nas obras literárias. Mais de 200 já estão no ar. É possível localizar clássicos como O amor nos tempos do cólera, de Gabriel García Márquez; On the road, de Jack Kerouac; ou Moby Dick, de Herman Melville... Pode acessar aqui.

>>> Brasil:Editora Substânsia apresenta mais uma coletânea de contos em seu catálogo: Romãzeira de fábulas, de Valdemar Neto Terceiro

É o segundo título do escritor que publicou em 2013 Ipumirim Soberbo; O livro de agora reúne 20 contos versando sobre as nossas maiores inquietações como a morte e o nada e escritos com forte lirismo, ritmo, e voz própria para cada história - cf. lembra Matheus Arcaro, quem assina a quarta capa da edição.

>>> Brasil: O Instituto Moreira Salles disponibilizou on-line mais três edições dos Cadernos de Literatura Brasileira

Depois de publicar os Cadernos sobre Machado de Assis, Guimarães Rosa, Ferreira Gullar, João Cabral de Melo Neto, Hilda Hilst, Euclides da Cunha e Mário Quintana, o leitor tem acesso a mais três edições desse primoroso trabalho do IMS. São os Cadernos com dossiê sobre Millôr Fernandes, Ariano Suassuna (imagem) e Rubem Braga. Para ter acesso ao material basta clicar aqui.

Quarta-feira, 08/07

>>> Brasil: Livrarias recebem uma caprichada e merecida edição de Mensagem, de Fernando Pessoa

Este é o único livro que o poeta português viu publicado. Incompreendido à época de sua aparição, Mensagem chegou aos 80 anos em 2014, quando recebeu uma edição aqui no Brasil conduzida pela professora Cleonice Berardinelli (Edições de Janeiro). Agora, a Ateliê Editorial traz uma edição fixada pelo professor da Universidade de Coimbra e estudioso da obra de Fernando Pessoa, Apolinário Lourenço. O texto traz notas e ensaios sobre "Mensagem", além de ilustrações de Kaio Romero.

>>> China: Uma biblioteca é um monumento esta chinesa erguida à beira mar é já apelidada de a "mais isolado do mundo". Sim, porque livros combinam com silêncio 

É uma construção com apenas 70 lugares disponíveis e muito disputados. O projeto arquitetônico é de Dong Gong, que utilizou não apenas o despojamento do concreto e do bambu, mas o curso de mudança da luz natural dentro do prédio ao longo do dia, o que transmite ao visitante diversas sensações nos diferentes ambientes da biblioteca: na ampla sala de leitura, por exemplo, há sempre bastante luz natural, e no pequeno espaço para meditação, a luz se limita a uma tira horizontal de 30 cm na parede. A biblioteca oferece 5.000 títulos em chinês –principalmente de filosofia, história e literatura –, mesas, poltronas de frente para o mar, um café e uma sala separada para atividades.

Quinta-feira, 09/07

>>> Brasil: “A gente não gostava de explicar as imagens porque explicar afasta as falas da imaginação.” (Manoel de Barros)

Já sabemos que a Alfaguara Brasil é a nova 'encarregada' de publicar a obra de Manoel de Barros; divulgamos a chegada de uma antologia preparada pela filha, Martha Barros, e agora, chega-nos a notícia acerca da apresentação do primeiro título da empreitada de reedição. Menino do mato. Um dos últimos livros escritos pelo poeta e que sintetiza com perfeição suas aspirações e seu estilo literário.

>>> Inglaterra: Outros detetives de Agatha Christie que não Hercule Poirot e Miss Marple ganham o gosto da televisão britânica

A BBC vai começa a exibir uma versão bem diferente do que já produziu a partir da obra da Rainha do Crime: são as aventuras de dois “detectives” menos conhecidos da célebre autora de policiais - Tommy e Tuppence. O primeiro episódio, feito a partir do livro Sócios do crime e dirigido por Edward Hall, terá nos papéis principais David Walliams e Jessica Raine. A série tem sido apresentada como um cruzamento entre Os Vingadores (os da série da BBC da década de 1960 e não os heróis da Marvel) e Indiana Jones. É um thriller a sério, com violência realista e até espiões.

>>> Chile: Já contamos aos leitores do Letras que um novo filme sobre a vida de Pablo Neruda está em preparação. O título tem produção de Pablo Larraín e traz Gael García Bernal no elenco. Mas, enquanto este filme não chega, vale a atenção para outro título também sobre o poeta chileno

Neruda – Fugitivo estreia em algumas cidades brasileiras e está centrado na fuga e no período em que foi clandestino, no final dos anos 1940, quando o presidente González Videla colocou o comunismo na ilegalidade, obrigando o poeta e então senador – um dos principais opositores do regime autoritário – a fugir do seu país natal com medo de ser enviado a Pisagua, a maldita prisão para presos políticos fincada no meio do deserto de Atacama. Há um trailer aqui.

Sexta-feira, 10/07

A primeira aparição de Harper Lee depois da chegada do seu segundo romance. A escritora concedeu uma entrevista que vai ao ar na TV americana no dia em que chega às livras o mais esperado livro. Na imagem, ela e encontro com a edição de Go Set a Watchman.

>>> Estados Unidos: Go Set a Watchman é já o fenômeno de pré-venda: bateu o recorde que antes pertencia a "Harry Potter e as relíquias da morte", de J.K. Rowling 

O livro que foi descoberto no início de 2015 e levou o mercado editorial a um burburinho sem fim chega às livrarias nos Estados Unidos e na Inglaterra na segunda-feira (14). No Brasil, a obra deve sair no final de julho pela Editora José Olympio, que reeditou muito recentemente a até então única obra de Lee, O sol é para todos. O jornal britânico The Guardian e o estadunidense The Wall Street Journal trouxeram um capítulo do livro. No domingo, dia 4, editamos uma matéria com especulações sobre a obra de Harper Lee. E, antes falamos sobre as condições de descoberta de Go Set a Watchman.

>>> Estados Unidos: Carta revela detalhes sobre o romance inacabado de Jack Kerouac, Spotlight

O famoso autor estadunidense, que é mais conhecido por seu romance de 1957, On the road, morreu aos 47 anos em 1969. Os fãs sempre foram curiosos sobre detalhes da vida do autor, incluindo informações sobre seu romance inacabado Spotlight. Se não tudo, ao menos alguma coisa ganha projeção numa carta que é leiloada em Boston. O conteúdo da missiva mostra, além dos planos sobre o novo romance, como Kerouac se sentiu depois de se tornar um "sucesso instantâneo" devido aos elogios de On the road e de como foi vaiado na Universidade de Brandeis depois discutir sobre paz com o editor do New York Post. Junto com a carta, o leilão inclui uma fotografia do escritor realizada pelo amigo Allen Ginsberg. No Tumblr do Letras, os leitores têm acesso ao conteúdo da correspondência.


..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+InstagramFlipboard



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma pedra no caminho para a modernidade: o projeto drummondiano de humanizar o Brasil

Os melhores diários de escritores

A partir de quando alguém que escreve se converte num escritor?

Onze livros sobre escravidão e racismo na literatura estadunidense

Boletim Letras 360º #241

Escritos nas margens

A relevância atual de Memórias do cárcere, de Graciliano Ramos

O túmulo de Oscar Wilde

Angela Carter, a primazia de subverter

Ivan Búnin