Boletim Letras 360º #124

Conjunto de selos emitidos para assinalar os 90 anos da escritora Flannery O'Connor.


Enquanto elaborávamos esta edição do Boletim Letras 360º publicamos, espantados, no nosso Twitter sobre o ritmo veloz com que se passou a semana. Sério! São os excessos de afazeres que tem encurtado o tempo? Ou mesmo a terra desparafusou? Acordamos na sexta-feira (24) acreditando que estávamos na quinta-feira. E não deu outra: ficamos sem acreditar como voou rapidamente esta semana. Mas, enfim, voou voou. Já é sábado e todo sábado tem edição deste boletim com todas as novidades que circularam durante a semana em nossa página no Facebook. Vejam:

Segunda-feira, 20/07

>>> Brasil: Único romance de Lydia Davis deve chegar por aqui em março de 2016

Ela é conhecida por sua contística. Mas, em 1994, escreveu The end of story, um romance que, segundo a autora, narra uma história que não tinha possibilidade de caber num conto. Com tradução de Julián Fuks, o texto será publicado pela José Olympio.

>>> Brasil: Um dos nomes mais importantes do modernismo brasileiro, Adalgisa Nery (romancista e poeta) começa a ter sua obra reeditada

Também pela José Olympio que apresenta reedição do romance A imaginária. Considerado autobiográfico, o livro narra a história da personagem Berenice desde a sua infância até o seu marcante casamento. A obra é apresentada como fundamental para os interessados na produção feminina na literatura brasileira, mas também importante resgate de uma das mais célebres escritoras de seu tempo.

Terça-feira, 21/07

>>> Brasil: Nova edição de As mil e uma noites

Depois dos quatro volumes editados pela Globo Livros com tradução de Mamede Mustafa Jarouche, e que continua sendo uma das edições indispensáveis ao leitor mais exigente, as livrarias brasileiras ganham a reedição dos dois volumes editados pela Nova Fronteira, aquela com apresentação de Malba Tahan e tradução de Alberto Diniz. As mil e uma noites reúne contos já conhecidos popularmente, como 'Ali Babá e os Quarenta Ladrões' ou 'Aladim e a Lâmpada Maravilhosa'; enquanto a versão da Globo Livros é do árabe e apresenta notas sobre aspectos linguísticos ou que explicam o cotejo entre os diversos manuscritos que deram origem à coletânea, a edição ora reeditada parte da antologia de Antoine Galland, a mais conhecida no Ocidente, que, pela sua qualidade, foi traduzida para todos os idiomas.

>>> Portugal: A edição de julho da Revista Blimunda dá destaque ao congresso sobre direitos/deveres humanos realizado na Cidade do México

O periódico da Fundação José Saramago que tem publicação mensal traz texto de Anabela Mota Ribeiro sobre a relação de José Saramago com o México. Uma entrevista entre o brasileiro Marcelo D’Salete e Sara Figueiredo Costa e uma entrevista realizada por Andreia Brites à canadense Sandra Lee Beckett - criadora do termo "crossover", a escritora falou sobre a ruptura das etiquetas literárias e de como um livro pode ser uma ponte que liga adultos e crianças. Para baixar a edição gratuitamente é só acessar aqui

>>> Brasil: A poesia de uma desconhecida: Anne Morrow ganha primeira tradução no país

O trabalho de Thereza Christina Rocque da Motta, responsável pela tradução e pesquisa, levou quase 40 anos para ser finalizado. Desde 1976 que ela começou a ler The unicorn and other poems; tinha só 18 anos e rabiscou no seu diário o que poderia ser a tradução de três poemas do livro. Dedicando-se mais tarde ao exercício de estudo da obra de Morrow, as traduções saem agora pela Ibis Libris: O unicórnio e outros poemas. A poeta estadunidense morreu em 2001.

Quarta-feira, 22/07

>>> Brasil: Divulgada a programação da sexta edição do Festival Literário da Pipa (FLIPIPA)

O evento acontece nos dias 6, 7 e 8 de agosto; os destaques deste ano são Eduardo Jardim (autor da biografia sobre Mário de Andrade), Marcelino Freire (imagem), Jards Macalé, Marina Colasanti e Jorge Mautner. Todas as informações podem ser acompanhadas através do site.

>>> Estados Unidos: Morreu o romancista E. L. Doctorow, considerado o mestre do romance histórico nos Estados Unidos

Aos aspirantes a escritor disse, certa vez: "A primeira é ler. Não precisa ser muito, umas 60 páginas por dia já resolve. A segunda é escrever sobre as próprias obsessões porque delas não se escapa. E, terceiro: nunca, mas nunca fale a respeito do que você está escrevendo. Além de ser uma chatice, falar, fazer pesquisa, pensar a respeito, não é escrever. Escrever é escrever." E.L. Doctorow é autor de romances como Ragtime, que foi adaptado para musical da Broadway e para o cinema por Milos Forman, e World's Fair, vencedor do Prêmio Nacional do Livro dos Estados Unidos em 1986. O romancista nasceu no Bronx, Nova York, em 1931, e durante décadas retratou nas suas obras a grandeza e a pequenez da sociedade estadunidense do seu tempo, tendo o próprio classificado o seu trabalho como contendo "imensos documentos sociais". Sua obra procura aliar a perfeição da escrita, a denúncia política e um experimentalismo que o tornou único, a par de autores como Philip Roth ou Saul Bellow. Dois títulos em destaque no Brasil são A marcha e Deus: um fracasso amoroso editados pelo Grupo Editorial Record.


>>> Brasil: Novos detalhes da exposição sobre Câmara Cascudo

A exposição tem título: O tempo e eu (e você), a mostra tem data de início em outubro próximo e segue até fevereiro de 2016. O projeto é uma realização da Casa da Ribeira com o Instituto Câmara Cascudo e visa transformar os escritos e pesquisas de Cascudo numa experiência única e moderna, de modo a aproximar o estudioso, vivo e atual, do grande público. A exposição ocupará mais de 600m² de área, dividida por módulos que abordarão as diversas temáticas presentes na obra de um dos maiores intelectuais brasileiros.

Quinta-feira, 23/07

>>> Brasil: Livrarias recebem mais um volume de A comédia humana, de Honoré de Balzac

Desde 2014 que a Globo Livros através do Selo Biblioteca Azul trabalha na reedição da obra do romancista francês. Ao todo são 17 volumes. O 9º acaba de ser lançado e traz textos como "Esplendores e misérias das cortesãs", romance que juntamente com "O pai Goriot" e "Ilusões perdidas" compõem um dos eixos principais da extensa obra de Balzac. Dedicado às cenas da vida parisiense, o livro inclui ainda as obras "Os segredos da princesa de Cadignan", "Facino Cane", "Sarrasine" e "Pedro Grassou".

>>> Brasil: Atenção, fãs de literatura policial, Leonardo Padura também se aventura no gênero e o romance O rabo da serpente acaba de ganhar tradução!

Sai pela Editora Benvirá. Na trama, o tenente Mario Conde tenta desvendar a morte de um velho chinês em sua casa, localizada no decadente Bairro Chinês em Havana. A cena do assassinato é repleta de detalhes bizarros: um dos dedos da vítima fora cortado e, em seu peito, alguém talhara um estranho círculo contendo duas flechas em forma de cruz. Com a ajuda do sargento Palacios e de seu amigo Juan Chion, Conde se embrenha pelas ruas da cidade em busca da identidade do assassino. Em seu caminho, depara-se com desconhecidos rituais de São Fan Con e Sarabanda, que podem dar uma pista sobre o motivo do crime.

Sexta-feira, 24/07

>>> Brasil: A reedição da obra de Dias Gomes ganha mais dois títulos

Campeões do mundo e O berço do herói. O primeiro tem como centro da narrativa o sequestro do embaixador estadunidense no Brasil, enquanto acontecia a Copa do Mundo de 1970. O tema inspiraria várias outras da literatura e cinematografia brasileiras. Já no segundo Dias Gomes registra pela comédia política o desfazimento do mito do heroísmo ao examiná-lo à luz dos interesses da classe dominante brasileira. A peça foi a que deu origem à novela Roque Santeiro.

>>> Brasil: Nova opção de contato com os contos dos Irmãos Grimm

Ainda no mercado, valerá o leitor mais atento a caprichada edição preparada pela Cosac Naify em dois volumes dos contos de Grimm. A Editora Estação Liberdade traz uma versão de Os músicos de Bremen (o conto não está na edição da Cosac) com ilustrações do francês Michel Boucher. A tradução de Renata Dias Mundt coloca o leitor diante quatro bichos, um burro, um cachorro, um gato e um galo abandonados por seus respectivos donos por estarem velhos e inúteis; eles, então, resolvem unir forças em busca de uma grande aventura: chegar à cidade de Bremen onde, acreditam, poderão se tornar músicos, graças aos seus incríveis talentos sonoros. A última versão desse texto era a de Ruth Rocha.

>>> Brasil: Publicação digital reúne, em três volumes, 14 obras da dramaturgia essencial de Naum Alves de Souza

Em artigo para a Revista Brasileiros, Cláudia Chaves enumera: nas "exatas 1.091 páginas, vemos desfilar as histórias e os personagens que marcam a presença de um profeta que nos mostra o devir, baseado na reconstituição de imagens do passado. Naum é um pintor que, de memória, reconstitui realisticamente o que viu. Não é um memorialista. É, como Pedro Nava, um porteiro de um baú de ossos a perceber que lugar ocupa esse tal de “aurora de nossas vidas”. Um impressionista". A publicação reúne textos como "No Natal a Gente Vem te Buscar", "A Aurora da Minha Vida", "Um Beijo, um Abraço, um Aperto de Mão", "Nijinsky", "Suburbano Coração", "Um Ato de Natal", "Água com Açúcar", "O Pivô e Strippers",além de peças inéditas ("Ódio a Mozart", "Arrebatada", "Domingo Feliz no Calçadão","A Tia É Muito Esquisita", "Um Menino", "Ilmo. Sr.", "Três Cunhadas Baixas" e "Aquele Ano das Marmitas"). A edição é da Editora Descaminhos.

>>> Estados Unidos:  No mês passado, o Serviço Postal dos Estados Unidos emitiu um selo em homenagem a Flannery O'Connor

São peças que, juntas, completam a imagem da escritora entre penas e um pavão (imagem). 2015 assinala a passagem dos 90 anos do nascimento da escritora. Além do conjunto de selos comemorativos foram apresentadas a reedição de toda sua obra com novo trabalho gráfico de June Glasson e Charlotte Strick, os mesmos responsáveis pelo aspecto gráfico dos selos.

>>> Cabo Verde:  Morreu o escritor cabo-verdiano Corsino Fortes

O autor de livros como Pão e Fonema (1974), Árvore & Tambor (1986) e Pedra de Sol & Substância (2001) lutava contra um câncer. Além de poeta, Corsino Fortes, com formação em Direito na Universidade de Lisboa (1966), foi ministro da Justiça de Cabo Verde, foi o primeiro embaixador deste país em Lisboa, logo a seguir à independência do seu país, presidiu à assembleia-geral da Fundação Amílcar Cabral. 

.........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+InstagramFlipboard


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alguns dos melhores começos de romances

Uma entrevista inédita com Liev Tolstói

Água viva, de Clarice Lispector

Potnia, de Leonardo Chioda

Onze filmes que tratam sobre a vida de pintores

Avenida Niévski, de Nikolai Gógol

A lista de leituras de Liev Tolstói

De Mário Peixoto, é preciso virar a página

O romance perdido de Sylvia Plath

A ignorância, de Milan Kundera