Boletim Letras 360º #124

Conjunto de selos emitidos para assinalar os 90 anos da escritora Flannery O'Connor.


Enquanto elaborávamos esta edição do Boletim Letras 360º publicamos, espantados, no nosso Twitter sobre o ritmo veloz com que se passou a semana. Sério! São os excessos de afazeres que tem encurtado o tempo? Ou mesmo a terra desparafusou? Acordamos na sexta-feira (24) acreditando que estávamos na quinta-feira. E não deu outra: ficamos sem acreditar como voou rapidamente esta semana. Mas, enfim, voou voou. Já é sábado e todo sábado tem edição deste boletim com todas as novidades que circularam durante a semana em nossa página no Facebook. Vejam:

Segunda-feira, 20/07

>>> Brasil: Único romance de Lydia Davis deve chegar por aqui em março de 2016

Ela é conhecida por sua contística. Mas, em 1994, escreveu The end of story, um romance que, segundo a autora, narra uma história que não tinha possibilidade de caber num conto. Com tradução de Julián Fuks, o texto será publicado pela José Olympio.

>>> Brasil: Um dos nomes mais importantes do modernismo brasileiro, Adalgisa Nery (romancista e poeta) começa a ter sua obra reeditada

Também pela José Olympio que apresenta reedição do romance A imaginária. Considerado autobiográfico, o livro narra a história da personagem Berenice desde a sua infância até o seu marcante casamento. A obra é apresentada como fundamental para os interessados na produção feminina na literatura brasileira, mas também importante resgate de uma das mais célebres escritoras de seu tempo.

Terça-feira, 21/07

>>> Brasil: Nova edição de As mil e uma noites

Depois dos quatro volumes editados pela Globo Livros com tradução de Mamede Mustafa Jarouche, e que continua sendo uma das edições indispensáveis ao leitor mais exigente, as livrarias brasileiras ganham a reedição dos dois volumes editados pela Nova Fronteira, aquela com apresentação de Malba Tahan e tradução de Alberto Diniz. As mil e uma noites reúne contos já conhecidos popularmente, como 'Ali Babá e os Quarenta Ladrões' ou 'Aladim e a Lâmpada Maravilhosa'; enquanto a versão da Globo Livros é do árabe e apresenta notas sobre aspectos linguísticos ou que explicam o cotejo entre os diversos manuscritos que deram origem à coletânea, a edição ora reeditada parte da antologia de Antoine Galland, a mais conhecida no Ocidente, que, pela sua qualidade, foi traduzida para todos os idiomas.

>>> Portugal: A edição de julho da Revista Blimunda dá destaque ao congresso sobre direitos/deveres humanos realizado na Cidade do México

O periódico da Fundação José Saramago que tem publicação mensal traz texto de Anabela Mota Ribeiro sobre a relação de José Saramago com o México. Uma entrevista entre o brasileiro Marcelo D’Salete e Sara Figueiredo Costa e uma entrevista realizada por Andreia Brites à canadense Sandra Lee Beckett - criadora do termo "crossover", a escritora falou sobre a ruptura das etiquetas literárias e de como um livro pode ser uma ponte que liga adultos e crianças. Para baixar a edição gratuitamente é só acessar aqui

>>> Brasil: A poesia de uma desconhecida: Anne Morrow ganha primeira tradução no país

O trabalho de Thereza Christina Rocque da Motta, responsável pela tradução e pesquisa, levou quase 40 anos para ser finalizado. Desde 1976 que ela começou a ler The unicorn and other poems; tinha só 18 anos e rabiscou no seu diário o que poderia ser a tradução de três poemas do livro. Dedicando-se mais tarde ao exercício de estudo da obra de Morrow, as traduções saem agora pela Ibis Libris: O unicórnio e outros poemas. A poeta estadunidense morreu em 2001.

Quarta-feira, 22/07

>>> Brasil: Divulgada a programação da sexta edição do Festival Literário da Pipa (FLIPIPA)

O evento acontece nos dias 6, 7 e 8 de agosto; os destaques deste ano são Eduardo Jardim (autor da biografia sobre Mário de Andrade), Marcelino Freire (imagem), Jards Macalé, Marina Colasanti e Jorge Mautner. Todas as informações podem ser acompanhadas através do site.

>>> Estados Unidos: Morreu o romancista E. L. Doctorow, considerado o mestre do romance histórico nos Estados Unidos

Aos aspirantes a escritor disse, certa vez: "A primeira é ler. Não precisa ser muito, umas 60 páginas por dia já resolve. A segunda é escrever sobre as próprias obsessões porque delas não se escapa. E, terceiro: nunca, mas nunca fale a respeito do que você está escrevendo. Além de ser uma chatice, falar, fazer pesquisa, pensar a respeito, não é escrever. Escrever é escrever." E.L. Doctorow é autor de romances como Ragtime, que foi adaptado para musical da Broadway e para o cinema por Milos Forman, e World's Fair, vencedor do Prêmio Nacional do Livro dos Estados Unidos em 1986. O romancista nasceu no Bronx, Nova York, em 1931, e durante décadas retratou nas suas obras a grandeza e a pequenez da sociedade estadunidense do seu tempo, tendo o próprio classificado o seu trabalho como contendo "imensos documentos sociais". Sua obra procura aliar a perfeição da escrita, a denúncia política e um experimentalismo que o tornou único, a par de autores como Philip Roth ou Saul Bellow. Dois títulos em destaque no Brasil são A marcha e Deus: um fracasso amoroso editados pelo Grupo Editorial Record.


>>> Brasil: Novos detalhes da exposição sobre Câmara Cascudo

A exposição tem título: O tempo e eu (e você), a mostra tem data de início em outubro próximo e segue até fevereiro de 2016. O projeto é uma realização da Casa da Ribeira com o Instituto Câmara Cascudo e visa transformar os escritos e pesquisas de Cascudo numa experiência única e moderna, de modo a aproximar o estudioso, vivo e atual, do grande público. A exposição ocupará mais de 600m² de área, dividida por módulos que abordarão as diversas temáticas presentes na obra de um dos maiores intelectuais brasileiros.

Quinta-feira, 23/07

>>> Brasil: Livrarias recebem mais um volume de A comédia humana, de Honoré de Balzac

Desde 2014 que a Globo Livros através do Selo Biblioteca Azul trabalha na reedição da obra do romancista francês. Ao todo são 17 volumes. O 9º acaba de ser lançado e traz textos como "Esplendores e misérias das cortesãs", romance que juntamente com "O pai Goriot" e "Ilusões perdidas" compõem um dos eixos principais da extensa obra de Balzac. Dedicado às cenas da vida parisiense, o livro inclui ainda as obras "Os segredos da princesa de Cadignan", "Facino Cane", "Sarrasine" e "Pedro Grassou".

>>> Brasil: Atenção, fãs de literatura policial, Leonardo Padura também se aventura no gênero e o romance O rabo da serpente acaba de ganhar tradução!

Sai pela Editora Benvirá. Na trama, o tenente Mario Conde tenta desvendar a morte de um velho chinês em sua casa, localizada no decadente Bairro Chinês em Havana. A cena do assassinato é repleta de detalhes bizarros: um dos dedos da vítima fora cortado e, em seu peito, alguém talhara um estranho círculo contendo duas flechas em forma de cruz. Com a ajuda do sargento Palacios e de seu amigo Juan Chion, Conde se embrenha pelas ruas da cidade em busca da identidade do assassino. Em seu caminho, depara-se com desconhecidos rituais de São Fan Con e Sarabanda, que podem dar uma pista sobre o motivo do crime.

Sexta-feira, 24/07

>>> Brasil: A reedição da obra de Dias Gomes ganha mais dois títulos

Campeões do mundo e O berço do herói. O primeiro tem como centro da narrativa o sequestro do embaixador estadunidense no Brasil, enquanto acontecia a Copa do Mundo de 1970. O tema inspiraria várias outras da literatura e cinematografia brasileiras. Já no segundo Dias Gomes registra pela comédia política o desfazimento do mito do heroísmo ao examiná-lo à luz dos interesses da classe dominante brasileira. A peça foi a que deu origem à novela Roque Santeiro.

>>> Brasil: Nova opção de contato com os contos dos Irmãos Grimm

Ainda no mercado, valerá o leitor mais atento a caprichada edição preparada pela Cosac Naify em dois volumes dos contos de Grimm. A Editora Estação Liberdade traz uma versão de Os músicos de Bremen (o conto não está na edição da Cosac) com ilustrações do francês Michel Boucher. A tradução de Renata Dias Mundt coloca o leitor diante quatro bichos, um burro, um cachorro, um gato e um galo abandonados por seus respectivos donos por estarem velhos e inúteis; eles, então, resolvem unir forças em busca de uma grande aventura: chegar à cidade de Bremen onde, acreditam, poderão se tornar músicos, graças aos seus incríveis talentos sonoros. A última versão desse texto era a de Ruth Rocha.

>>> Brasil: Publicação digital reúne, em três volumes, 14 obras da dramaturgia essencial de Naum Alves de Souza

Em artigo para a Revista Brasileiros, Cláudia Chaves enumera: nas "exatas 1.091 páginas, vemos desfilar as histórias e os personagens que marcam a presença de um profeta que nos mostra o devir, baseado na reconstituição de imagens do passado. Naum é um pintor que, de memória, reconstitui realisticamente o que viu. Não é um memorialista. É, como Pedro Nava, um porteiro de um baú de ossos a perceber que lugar ocupa esse tal de “aurora de nossas vidas”. Um impressionista". A publicação reúne textos como "No Natal a Gente Vem te Buscar", "A Aurora da Minha Vida", "Um Beijo, um Abraço, um Aperto de Mão", "Nijinsky", "Suburbano Coração", "Um Ato de Natal", "Água com Açúcar", "O Pivô e Strippers",além de peças inéditas ("Ódio a Mozart", "Arrebatada", "Domingo Feliz no Calçadão","A Tia É Muito Esquisita", "Um Menino", "Ilmo. Sr.", "Três Cunhadas Baixas" e "Aquele Ano das Marmitas"). A edição é da Editora Descaminhos.

>>> Estados Unidos:  No mês passado, o Serviço Postal dos Estados Unidos emitiu um selo em homenagem a Flannery O'Connor

São peças que, juntas, completam a imagem da escritora entre penas e um pavão (imagem). 2015 assinala a passagem dos 90 anos do nascimento da escritora. Além do conjunto de selos comemorativos foram apresentadas a reedição de toda sua obra com novo trabalho gráfico de June Glasson e Charlotte Strick, os mesmos responsáveis pelo aspecto gráfico dos selos.

>>> Cabo Verde:  Morreu o escritor cabo-verdiano Corsino Fortes

O autor de livros como Pão e Fonema (1974), Árvore & Tambor (1986) e Pedra de Sol & Substância (2001) lutava contra um câncer. Além de poeta, Corsino Fortes, com formação em Direito na Universidade de Lisboa (1966), foi ministro da Justiça de Cabo Verde, foi o primeiro embaixador deste país em Lisboa, logo a seguir à independência do seu país, presidiu à assembleia-geral da Fundação Amílcar Cabral. 

.........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+InstagramFlipboard


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dez mulheres da literatura brasileira contemporânea

Onze livros para ler na estrada

Dostoiévski, um romântico desgarrado entre a revolução e Deus

Onze obras do teatro moderno e contemporâneo fundamentais a todo leitor

Baudelaire & Poe, Ltda.

O manuscrito em que Virginia Woolf anuncia o seu suicídio

Escritores narcisistas

A arquitetura da cidade como mediadora de leitura

Obras-primas perdidas e felizmente recuperadas

Os melhores de 2016: poesia