sábado, 18 de julho de 2015

Boletim Letras 360º #123

Haper Lee nos estúdios de gravação da adaptação de seu romance O sol é para todos, na década de 1960.


Toda semana é muito importante para o Letras in.verso e re.verso. E porque esta tem gostos especiais, gostaríamos de dividir com os leitores os pontos ultrapassados graças ao empenho dos amigos. Pode ser? Primeiro: alcançamos o maior número de visitas no blog numa semana. E olha que nem publicamos textos com nomes que já sabemos fazer sucesso entre diversos públicos de leitores. Segundo: nossa página no Facebook alcançou 18 mil amigos! Sabem o que é isso para um blog que é sustentado apenas pela força de vontade de poucos braços e carinho de vocês? Pois é, demais! Terceiro: Trabalhamos na revisão de todo conteúdo do blog (revisitando textos antigos, removendo postagens desinteressantes, ilustrando textos que estavam sem imagem, enfim). É que já se aproxima do aniversário de 9 anos e gostaríamos de fazer muitos ajustes no espaço para entrar um novo ano com casa limpa e arrumada. Tão logo findemos a primeira parte dessa tarefa hercúlea começaremos a replicar as postagens em nossas redes sociais. Por isso, estejam duplamente atentos! Vamos às notícias da semana? Semana povoada por Harper Lee, de ponta  a ponta.

Segunda-feira, 13/07

>>> Brasil: Depois de cair em domínio público, todos querem um Pequeno Príncipe para chamar de seu

Uma visita a livraria pode colocá-lo diante de uma quantidade para agradar gregos e troianos do clássico de Saint-Exupéry: tem a edição de bolso (EDIPRO e L&PM Editores, esta também colocou uma edição tamanho normal com uma capa bem esquisita), a versão para colorir (Casa da Palavra e Universo dos Livros), a 49ª edição da Editora Agir (em papel, a digital e uma tradução do Ferreira Gullar), a edição de luxo (Geração Editorial), uma edição da Autêntica Editora, uma edição da LeYa, e muitas outras. Essas são as principais. E, porque ainda é insuficiente, em agosto, será a vez de a Companhia das Letras publicar seu próprio livro, com nova tradução feita por Mônica Cristina Corrêa. Também, a Zahar no mesmo mês lança, dentro da coleção Clássicos,o seu Pequeno príncipe com tradução de André Telles e Rodrigo Lacerda e em formato de bolso de luxo com capa dura.

>>> Estados Unidos: No baú de Harper Lee, as especulações de que a romancista pode ter escrito um terceiro romance

Num dos itens que publicamos sobre a obra de Harper Lee diz que alguma parte da crítica acredita que a autora de O sol é para todos teria escrito por volta de 10 obras e estariam indicadas para publicação póstuma. Verdade ou não, o fato é que a advogada da escritora, Tonja Carter, mulher no centro dos mistérios que cercam a publicação do romance descoberto 50 anos depois Go Set a Watchman esta semana, quebrou seu silêncio; num longa artigo para o Wall Street Journal, ela sugere que pode haver um terceiro romance de Lee residente em um cofre em sua cidade natal de Monroeville, Alabama. O texto pode ser um elo entre O sol é para todos e o livro que ora se publica.

>>> Brasil: Livro reúne textos de escritores portugueses sobre o tema "violência contra a criança"

Entre eles, José Saramago, Valter Hugo Mãe e Afonso Cruz. O livro foi recentemente publicado em Portugal e chega às livrarias brasileiras pela recém-criada editora Nós. A inocência das facas sai até setembro. Os textos virão acompanhados de ilustrações produzidas por diversos nomes da ilustração

>>> Brasil: Chegam os 21 poemas inéditos de Pablo Neruda

Tão logo a notícia correu o mundo nós divulgamos aqui: decidiram publicar uma seleção de21 poemas inéditos e dispersos de Pablo Neruda (leia mais sobre o caso, fragmentos com tradução exclusiva e algumas imagens dos manuscritos). Agora, edição chega ao Brasil pela José Olympio no formato bilíngue com tradução de Alexei Bueno.

Terça-feira, 14/07

>>> Estados Unidos: A literatura anglo-saxã não dormiu na noite do dia 13 para o dia 14 de julho. Tudo por causa de Go Set a Watchman, de Harper Lee

O livro descoberto e publicado 50 anos depois é a primeira versão do que seria O sol é para todos. Mas, desde seu anúncio as editoras (que pagaram muito caro para ter a obra em seu catálogo) têm estado em polvorosa. O título que superou o recorde de vendas antes da publicação que pertencia a um dos títulos da saga Harry Potter chegou às livrarias na meia-noite do dia 14 enquanto leitores de diversas partes dos Estados Unidos fizeram vigília à espera de ser o primeiro a colocar as mãos na "obra sagrada". Aqui, no blog Letras in.verso e re.verso reunimos duas matérias sobre a obra tão esperada: No domingo, dia 4, editamos uma matéria com especulações sobre a obra de Harper LeeE, antes falamos sobre as condições de descoberta de Go Set a Watchman

>>> Brasil: A Biblioteca Nacional retoma a publicação da Revista do Livro, um dos periódicos mais antigos do Brasil sobre a temática

Lançada em 1956 pelo antigo Instituto Nacional do Livro, em 2016, o periódico chega aos 60 anos; nesse tempo contou com nomes expressivos da inteligência brasileira em suas páginas, como Carlos Drummond de Andrade, Alexandre Eulálio e Augusto Meyer. Ficou cinco anos sem circular e agora, a edição que assinala sua ressurreição traz um especial sobre o papel das bibliotecas no século XXI. O número atual (55) é editado pela escritora e jornalista Sheila Kaplan e debate como o perfil das bibliotecas passa por transformação. Além de trazer questões tão fundamentais para debate, a publicação apresenta do trabalho do fotógrafo Cristiano Mascaro, ex-estudante de arquitetura que descobriu a fotografia entre os livros de uma biblioteca e apresenta as belezas arquitetônicas de dois dos maiores acervos bibliográficos do mundo, os quais, poucas pessoas se dão conta disso, estão situados no Brasil: a Biblioteca Nacional e o Real Gabinete de Leitura. Outro destaque do volume é o relato, por Rodrigo Mindlin, neto do bibliófilo José Mindlin, das referências utilizadas na produção do projeto arquitetônico da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin.

>>> Portugal: O aplicativo sobre Fernando Pessoa é agora gratuito para iPad e iPhone

Criado pelo português Francisco Rodrigues, o aplicativo é o mais confiável e o mais completo sobre a obra do poeta de Mensagem. Agora, o jovem programador decidiu colocar a ferramenta ao alcance dos que iPad e iPhone. Ao todo foram dois anos de trabalho para disponibilizar detalhes sobre a obra de Pessoa, sua heteronímia, excertos, imagens e poemas. Interessados podem baixar aqui

Quarta-feira, 15/07

>>> Inglaterra: O livro mais famoso de Agatha Christie, E não sobrou nenhum é tema para nova série da BBC

O livro que originalmente se chamava O caso dos dez negrinhos é considerado por muitos críticos como o melhor romance policial de todos os tempos. E agora vai ser uma nova série da BBC; a adaptação televisiva está dividida em três partes e foi escrita pela premiada roteirista Sarah Phelps. No elenco, figuras que saíram de Game of Thrones: Charles Dance, Noah Taylor e Burn Gorman. Na história, dez pessoas que não se conhecem são convidadas a irem até a mansão da Ilha Soldado. Lá chegando, descobrem que os generosos (e misteriosos) anfitriões não se encontram presentes. Quando uma das pessoas morre, todos percebem que alguém entre eles pode ser um assassino. Os dez estranhos (bem estranhos, aliás) incluem um playboy irresponsável, um conceituado juiz, um mercenário inescrupuloso, uma solteirona carola, um general altamente condecorado, entre outros. No Brasil, o livro foi editado no projeto da Globo Livros de reedição da obra da Rainha do Crime.

>>> Brasil: No centenário de Triste fim de Policarpo Quaresma, um dos romances fundamentais da Literatura Brasileira, a Ateliê Editoral reedita a obra

E a altura do que ela merece. O livro teve sua primeira edição m 1915; nesse tempo nossa literatura oscilava entre o conservadorismo do século XIX e as inovações do XX. Nesse contexto, o personagem Policarpo Quaresma encarna o nacionalismo tardio, uma alegoria de Lima Barreto contra o idealismo romântico. O autor satiriza o presidente Floriano Peixoto e a burocracia estatal, que simbolizam o início da República – celebrada como progressista, mas estruturalmente arcaica. A reedição da Ateliê, é do texto apresentado em 2004 e há muito fora das livrarias. Com notas de Ivan Teixeira (quem também assina o prefácio) e Gustavo Martins, a edição é ilustrada.

>>> Inglaterra: De 1859 a 1870, Charles Dickens editou uma revista literária que se recusou a identificar seus colaboradores. Mas, agora, um conjunto de vinte volumes recém-descoberto repletos de anotações do próprio escritor traz à tona quem eram os autores colaboradores

A revista continha uma mistura de não-ficção e ficção, incluindo alguns folhetins dos próprios romances de Dickens. O que foi segredo durante todo esse tempo foi revelado graças a Jeremy Parrott, um afccionado por raridades que encontrou num conjunto de 20 volumes do periódico, anotações do escritor do que seriam os reais autores por trás dos textos publicados. Pesquisadores da Universidade de Ghent informaram ao jornal The Independent que "entre 300 e 400 autores foram identificados como responsáveis por algumas das 2500 contribuições". Estão entre os nomes gente como Lewis Carroll (suspeita-se de um poema inédito), Elizabeth Gaskell, Wilkie Collins e Eliza Lynn Linton (a primeira mulher britânica a escrever para um jornal). Os estudiosos da Literatura na Era Vitoriana apostam que essa é uma descoberta das mais valiosas.

Quinta-feira, 16/07

>>> Brasil: Novas edições em quadrinhos para Macunaíma, o livro mais conhecido de Mário de Andrade

Já sublinhamos aqui a versão em quadrinhos de Angelo Abu e Dan X; essa edição que estava programada para sair agora em 2015, só virá a lume depois de janeiro do próximo ano. Um erro ou ânsia pelo ineditismo de ver a publicação pronta e todos acreditavam que este ano era o ano quando a obra do poeta modernista entrava em domínio público. A edição é da Peirópolis. Além dessa versão, está em produção outra HQ da obra, por Rodrigo Rosa; esta sairá pela Editora Ática. A mesma editora prepara ainda uma HQ de Amar, verbo intransitivo, roteirizada por Ivan Jaf e com ilustrações de Eloar Guazzelli.

>>> Brasil: O novo romance de Harper Lee só chegará ao Brasil possivelmente em outubro; a versão brasileira de Go Set a Watchman estava prevista para chegar às livrarias em julho

A tradução brasileira é de Beatriz Horta e será publicada pela José Olympio. Por enquanto, a tradução nossa é Vá, coloque um vigia. A editora não fala que isto é um atraso, mas produto de um acordo com a agência internacional e garante para a próxima semana a pré-venda. Outros países, como Itália, Portugal e Israel, p. ex., só terão a edição nas livrarias a partir de outubro. Enquanto isso as livrarias dos Estados Unidos e Reino Unido tiveram que reinventar os horários de atendimento ao público para dar conta da demanda e das longas filas em frente às lojas.

Sexta-feira, 17/07

>>> Brasil:  Dois livros do queniano Ngũgĩ Wa Thiong'o

Depois de participar da Festa Literária Internacional de Paraty, as livrarias brasileiras recebem da Alfaguara Brasil Um grão de trigo e da Globo Livros, através do Selo Biblioteca Azul Sonhos em tempo de guerra. O primeiro título foi publicado em 1967 é tido como um romance magistral sobre o difícil processo de independência do Quênia, e das dúvidas e lealdades que cada um leva consigo. O segundo título é o primeiro volume de uma trilogia; nele, o escritor recorda sua sede de aprender, considerada bizarra em um família imensa, da qual ele era o quinto filho da terceira esposa.

>>> Brasil: Nova edição do caderno-revista 7faces homenageia o poeta Manoel de Barros

Os editores divulgaram que a edição n.11, a que abre os seis anos do periódico, chega on-line no próximo dia 30 de julho. Além da homenagem a Manoel de Barros com depoimentos de Martha Barros, filha do poeta, e amigos como o poeta Douglas Diegues, a edição traz poemas de nomes do Brasil, Portugal e Argentina, entre eles Valter Hugo Mãe e Ondjaki. Mais informações no aqui

>>> Brasil: A Boitempo Editorial apresenta uma edição especial para um dos romances mais importantes do escritor cubano Leonardo Padura: O homem que amava cachorros

A edição com acabamento especial, capa dura e exclusivo caderno de imagens da premiada obra já está nas livrarias. O romance conta a história de Iván, um aspirante a escritor que atua como veterinário em Havana e, a partir de um encontro enigmático com um homem que passeava com seus cães, retoma os últimos anos da vida do revolucionário russo Leon Trotski, seu assassinato e a história de seu algoz, o catalão Ramón Mercader, voluntário das Brigadas Internacionais da Guerra Civil Espanhola e encarregado de executá-lo.

..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+InstagramFlipboard