Postagens

Mostrando postagens de Setembro 25, 2015

A cidade, os cachorros, o militarismo e o tempo

Imagem
Por Rafael Kafka


Em Conversa no catedral, Mario Vargas Llosa desenvolveu, por meio de uma narrativa brilhante, única, um processo de investigação existencial e estética do período fascista peruano. A ditadura de Odria foi muito bem representada nas idas e vindas temporais das conversas entre Ambrosio e Santiago em um bar com nome de local sagrado, por meio de uma narrativa a qual não se preocupa apenas em promover um enredo de forma meramente verbal, mas desde o começo se compromete em prender o leitor por todos os seus sentidos, e em todos os sentidos de leitura possíveis, em uma experiência arrebatadora de leitura.
Já em A festa do bode, sem tanto atrevimento, mas ainda assim com genialidade, vemos a ditadura que tomou conta da República Dominicana por diversas décadas retratada com riqueza de detalhes em três planos narrativos os quais visam a dar conta da figura do ditador Trujillo, da tentativa de derrubá-lo do poder arquitetada por alguns civis insatisfeitos e da história de uma…