Postagens

Mostrando postagens de Outubro 14, 2015

Do 'Mineirês' a Guimarães Rosa

Imagem
Por Maria Vaz

Passei o feriado passado no interior de Minas Gerais: uma terra abençoada em que abundam a tradição, as delicias gastronómicas e as belezas naturais, minerais e paleontológicas, que os turistas não costumam visitar. Mas não só. Um local em que os amantes do encontro de enriquecedoras divergências culturais certamente se encantam com o sotaque peculiar, tão único, desse Estado onde cabem alguns países como Portugal. E como não sou diferente daqueles que por lá se perdem e encontram, não consegui deixar de achar piada à diferença fonética e ao encurtamento das palavras: um tom de fala em que o timbre de quem profere se combina com um ritmo irregular (que ora se encurta ou prolonga), fazendo com que o orador adquira um jeito engraçado, ainda que não queira. Quem não acharia piada a um “tiquim de dôdeleite” ou a uma exclamação, como, “esse trem é bão demais da conta!”?
E dito isto, redutor seria não falarmos de duas palavrinhas que adquirem – naquele lugar de cultura campones…