sábado, 5 de março de 2016

Boletim Letras 360º #156


Roberto Bolaño: será publicado entre os leitores de língua espanhola um romance e um conjunto de contos, ambos inéditos, do escritor chileno. Mais detalhes sobre a obra ao longo deste Boletim. 

Eis aqui, mais uma edição do já tradicional Boletim Letras 360º, uma reunião com todas as notícias que divulgamos durante mais uma semana de contatos em nossa página do Facebook. 

Segunda-feira, 29/02

>>> Brasil: Filocalia é uma nova editora interessada em títulos clássicos

Tudo já está em andamento para chegar aos leitores a partir de 8 de março. Idealizada por Edson Manoel de Oliveira Filho, o mesmo da É Realizações, o nome do novo projeto vem do grego e significa amor ao belo, ao bom. Na largada serão apresentados oito títulos: um livro de latim para crianças, um estudo de Santo Agostinho sobre o sermão da montanha, uma obra poética do séc. XVII; desse mesmo período,Discurso da reforma do homem interior, de Cornelius Jansenius. Além desses, dois livros da área de artes: um ensaio do filósofo Michel Henry sobre Kandisnki e um estudo sobre os ícones de Andrei Rublev, monge russo do séc. XV canonizado pela Igreja Ortodoxa Russa. Sai ainda três roteiros inéditos de Tarkovski, Reflexões sobre meu métier, do dinamarquês Carl Theodor Dreyer.

Terça-feira, 01/03

>>> Brasil: Ulysses decifra-o ou te devora

Em março a Companhia das Letras publica Sim, eu digo sim: uma visita ao Ulysses, de James Joyce, de Caetano Galindo. O leitor vai conhecer melhor os passos de Bloom, Stephen e Molly naquele 16 de junho de 1904, mas também irá aprender sobre a própria natureza do romance e mais dezenas de assuntos que povoam essas páginas. O tradutor de Joyce no Brasil segue a receita ditada pelo escritor sobre a imortalidade: "manter os críticos literários ocupados por décadas a fio". A tradução de Ulysses venceu os prêmios Jabuti, APCA e da Academia Brasileira de Letras.

>>> Estados Unidos: A edição dos contos completos de Clarice Lispector ganha importante prêmio de tradução 

“Uma tradução extraordinária de uma autora excepcional” - assim os arguidores do Pen Translation Prize definiram The complete stories, coletânea de contos de Clarice Lispector publicada em 2015 nos Estudos Unidos com tradução de Katrina Dodson. O prestigiado prêmio é concedido pela instituição Pen America foi para o livro que desbancou traduções de peso como a de Crime e castigo, de Dostoiévski. A edição organizada pelo pesquisador e biógrafo Benjamin Moser, reúne, pela primeira vez num único volume, todos os contos da escritor brasileira. A obra será publicada no Brasil em maio.

Quarta-feira, 02/03

>>> Brasil: Dicionário faz uma radiografia sobre a imprensa feminina e feminista 

143 jornais e revistas que circularam no país ao longo do século XIX e que tinham a mulher como público-alvo: esta é a conta feita por Constância Lima Duarte para o Imprensa feminina e feminista no Brasil. Surpreende a multiplicidade de títulos, a amplitude que alcançaram no território nacional e o fato de refletirem as polarizações então vigentes quanto ao papel da mulher na sociedade. Enquanto alguns se empenharam em acompanhar a transformação dos tempos e defenderam seu direito de frequentar escolas e espaços públicos, outros a queriam estacionada na ignorância e na dependência, reiterando a fragilidade e se limitando a falar de moda, filhos e culinária. A edição é daAutêntica Editora.

>>> Brasil: Revisão sobre a obra contística de Cora Coralina

De medo e assombração com ilustrações de Rogério Sound traz seis contos escritos pela poeta; cinco deles — "As capas do Diabo", "O capitão-mor", "Medo", "O corpo delito" e "Candoca" — foram publicados anteriormente na antologia O tesouro da casa velha; "Procissão das almas", o sexto conto saiu em Estórias da casa velha cuja 14.ª edição foi publicada em 2014. De medo... e Estórias... são reorganizações da contística de Cora para a Global Editora.

Quinta-feira, 03/03

>>> Brasil: Uma fotobiografia sobre Ana Cristina Cesar

Ser homenageada da Festa Literária Internacional de Paraty tem dado os louros à poeta. Para o evento, que em 2016 ocorre entre o fim de junho e início de julho, o Instituto Moreira Salles anunciou uma de suas caprichadas edições: publicará uma fotobiografia de Ana C. O IMS guarda em seu acervo o aquivo da autora de "A teus pés" e é responsável por algumas das edições póstumas com textos inéditos.

>>> Inglaterra: Harry Potter até dizer chega! ou a exploração de um universo até o limite do capital

Todos os fãs da saga de J. K. Rowling esperam com o coração nas mãos a estreia de Animais fantásticos e onde habitam. E a ansiedade poderá ganhar novo fôlego depois da autora revelar em seu Twitter que, além desse, haverá outros dois filmes. A produção protagonizada por Eddie Redmayne — o ganhador do Oscar por A teoria de tudo — será uma trilogia que os estúdios Warner esperam alcançar as mesmas cifras capitais da franquia protagonizada por Daniel Radcliffe, Emma Watson y Rupert Grint.

>>> Chile: Duas obras inéditas de Roberto Bolaño serão publicadas entre os leitores de língua espanhola  — a primeira no mês de novembro próximo

Roberto Bolaño mencionou em várias ocasiões sobre El espíritu de la ciencia ficción nas suas cartas datadas de 1980 e esse foi um projeto sobre o qual se dedicou durante muitos anos. Pertence à mesma época criativa de Monsieur Pain; os primeiros manuscritos datam de quando foi residente em Blanes e escreveu O terceiro Reich. E há ainda registros de que o escritor tenha concluído a obra que foi transcrita postumamente para o computador; são 167 páginas de uma narrativa que se passa na Cidade do México durante os anos 1970. Dividida em duas partes com três eixos ficcionais, o romance mistura traços da literatura realista e fantástica. O outro inédito é uma coletânea de contos — esta ainda sem data de publicação. As edições serão da Alfaguara que passará a reeditar toda a obra de Bolaño.

Sexta-feira, 04/03

>>> Brasil: Um livro do Prêmio Nobel de Literatura Ivan Búnin

O russo recebeu a honraria em 1933 e é um dos nomes redescobertos pelo público ocidental nos últimos anos do século XX; sua obra é, por um lado, herdeira da grande prosa realista russa do século anterior, sobretudo a de Tolstói. Por outro, como autor dividido entre dois mundos (por discordar dos rumos da revolução bolchevique, Búnin exilou-se na França a partir de 1920), sua ficção conhecia de perto as fraturas abertas pela modernidade. O amor de Mítia foi publicado em 1925 e penetra no drama da consciência de um rapaz que descobre, em toda a sua dolorosa intensidade, a força do desejo e do sentimento amoroso. Rainer Maria Rilke tinha predileção pela obra como tinham Thomas Mann, Vladimir Nabókov, André Gide e muitos outros. A nova edição revista é tradução de Boris Schnaiderman. A edição de Editora 34.

>>> Brasil: Confirmado o nome de Svetlana Alexiévitch para Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP)

É o primeiro nome confirmado para o evento deste ano. Alexiévitch foi ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura em 2015. Em abril a Companhia das Letras publica seu primeiro livro no Brasil, Vozes de Chernóbil. Publicado em 1997, a obra levou dez anos para ser escrita e reúne entrevistas com testemunhas da maior catástrofe nuclear da história. A obra chegou a ser proibida em Belarus. A 14ª FLIP será de 29 de junho a 3 de julho com homenagens à poeta Ana Cristina Cesar.


.........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+InstagramFlipboard


Nenhum comentário :