Boletim Letras 360º #163

Um extenso arquivo sobre Gabriel García Márquez está online. É a Gaboteca. Mais informações ao longo deste boletim.

Últimos dias para se inscrever no sorteio de um exemplar do livro do ano: Todos os contos, de Clarice Lispector. Para saber todos os detalhes basta acessar este link de nossa página no Facebook; é por lá que a promoção é realizada até o dia 1º de maio. Recado dado, vamos às notícias que estiveram em destaque em nossas redes sociais durante mais uma semana online.

Segunda-feira, 18/04

>>> Brasil: Uma coleção de bolso para publicação de poesia é apresentada a partir do mês de maio

Pela Companhia das Letras. O selo Poesia de bolso tem confirmado obras como A teus pés, de Ana Cristina Cesar, Me segura qu’eu vou dar um troço, de Waly Salomão e Caprichos e relaxos, de Paulo Leminski; os três autores tiveram nos últimos anos a publicação de sua obra completa no gênero. De Ana C. - homenageada da Festa Literária Internacional de Paraty em 2016 -, a editora publica, à parte do Poesia de bolso, Crítica e tradução. A obra sairá com prefácio de Alice Sant'Anna.

>>> Colômbia: Todas as edições das obras de Gabriel García Márquez, assim como livros sobre o Nobel de Literatura colombiano, estão disponíveis no portal digital “La Gaboteca”

Trata-se de um imenso catálogo virtual apresentado em Bogotá, por ocasião do segundo aniversário da morte do autor de Cem anos de solidão. O portal se divide em quatro grandes categorias: as obras de “Gabo”, suas traduções, os livros publicados sobre ele e uma seção sobre a vida e as viagens do criador da mítica Macondo. “La Gaboteca” está disponível no site da Biblioteca Nacional (BN). Entre as obras estão todos aqueles livros que podem ser encontrados nas estantes da Biblioteca Nacional, assim como gravações de conferências sobre o próprio durante a Feira do Livro de Bogotá de 2015, ou retratos tirados pelo fotógrafo colombiano Nereo López, falecido no ano passado em Nova York. Acesse já aqui.

Terça-feira, 19/04

>>> Brasil: Toda a obra do poeta Chacal será publicada em junho

Grande parte da obra publicada pela extinta Cosac Naify, inclusive uma antologia com a poesia completa editada em 2007, a obra de Chacal sairá agora pela Editora 34. Além de trazer os trabalhos já conhecidos do autor, a casa também prepara para revelar os inéditos do ciclo Alô poeta, que Chacal costuma publicar no Facebook; outra parte da sua poesia que sai na edição no prelo são os poemas publicados numa tiragem limitada de 50 exemplares pela Megamíni. O lançamento se realiza durante a Festa Literária Internacional de Paraty.

>>> Brasil: Nos 90 anos da publicação de Macunaíma, de Mário de Andrade, obra ganha exposição em São Paulo

Publicado em 1928 e um dos símbolos da chamada literatura moderna no Brasil, o romance é o centro da exposição "Criação de Macunaíma". Em cena, uma rara edição com dedicatória e assinatura de Mário de Andrade; fac-símiles dos manuscritos (a obra teve quatro versões; as várias reedições já publicadas, como a que reúne ilustrações de Carybé; os visitantes têm até 20 de julho para visitar a exposição e podem aproveitar para olhar a mostra permanente na Casa onde viveu o escritor (local de realização do evento) que reúne cartas inéditas, o piano de Mário e moveis desenhados por ele. A Casa Mário de Andrade está na R. Lopes Chaves, 546, Barra Funda. As visitas podem ser de terça-feira a sábado., das 10h às 18h.

Quarta-feira, 20/04

>>> Brasil: Livro póstumo de Eduardo Galeano chega às livrarias brasileiras no próximo mês de maio

O caçador de histórias já está, como dissemos, em Espanha, no México, na Colômbia e na Argentina desde 28 de março; no Brasil sai pela L&PM, com tradução de Eric Nepomuceno. São 250 páginas, escritas durante os anos de 2012 e 2013, quando Galeano já padecia de câncer de pulmão, e que o escritor deu por terminadas no verão de 2014 – quando enviou o manuscrito final ao argentino Carlos Díaz, da Siglo XXI, editor de 19 obras suas. Segundo Díaz, o autor deixou-o “escrito, corrigido e cuidado em cada detalhe, incluindo a ilustração da capa”, como fazia com cada um de seus livros. Desta vez, só não pôde comparecer à gráfica para colocar o papel contra a luz e checar a impressão, nem pedir ajustes de última hora, como costumava fazer. O título também é dele e nasceu de uma conversa com Nepomuceno. O tradutor cuida de verter a obra de Galeano para o português desde 1974, quando um dos contos dele foi incluído na coleção Contos jovens, de editora Brasiliense. “O caçador de histórias” condensa cerca de 240 textos, entre poemas, microrrelatos e histórias pessoais, divididos em quatro partes: “Moinhos do tempo”, “Os contos contam”, “Prontuário” e “Quis, quero, quisera”.

>>> Irã: A maior livraria do mundo abre em breve ao público

O prédio vai abrigar milhões de títulos, bem como espaço de pesquisa para as universidades, auditórios e ponto de encontro para as crianças. No total, o edifício tem 45 mil metros quadrados e a loja também irá incluir um estacionamento para 5.000 carros. Até à data, a maior livraria está situada em Nova York, cobrindo uma área de 14 mil metros quadrados.

Quinta-feira, 21/04

>>> Brasil: Os poemas mais emblemáticos de Carlos Drummond de Andrade sobre seus tempos de criança

Vou crescer assim assim mesmo integra a coleção Lembrete preparada pela Companhia das Letrinhas com obras que se propõem despertar o gosto de crianças entre 9 e 13 anos pela leitura com o melhor da Literatura Brasileira. A vida enquanto se resumia a um banho quente de bacia, as aulas de português com o professor Carlos Góis, as brincadeiras na rua interrompidas pelo grito da mãe, os furtos de jabuticaba, enfim, os doces prazeres e aflições da infância vivida em Itabira, em Minas Gerais perpassam os textos dessa coletânea que é integralmente ilustrada pela curitibana Ale Kalko.

>>> Brasil: Uma nova edição de Dom Quixote

O leitor encontra a obra máxima da literatura de Cervantes no catálogo da Penguin / Companhia, da Editora 34, da Global Editora / Nova Aguilar e agora na editora Nova Fronteira. A história do engenhoso fidalgo Dom Quixote e de seu fiel escudeiro Sancho Pança eleita por uma comissão de escritores de 54 países o melhor livro de ficção de todos os tempos, ganha edição numa caixa e em capa dura. A obra reúne as belíssimas ilustrações de Gustave Doré; do artista francês, a caixa traz ainda um catálogo com imagens extras. A edição assinala a passagem dos 400 anos da morte de Cervantes

Sexta-feira, 22/04

>>> Brasil: Outros títulos da Coleção Vaga-Lume ganharão adaptação para o cinema

Os títulos são Um cadáver ouve rádio, O mistério do Cinco Estrelas e O rapto do Garoto de Ouro, todos escritos por Marcos Rey. O argumento para cada filme vai ser assinado pelo escritor carioca Raphael Montes, e o roteiro, por André Sirangelo. A ideia é filmar os longas-metragens em 2017. Na altura em que se revisitam esses clássicos da coleção, Lídice Leão, filha mais velha de Jayme Leão, artista que fazia as capas da coleção, trabalha num texto sobre a obra do pai. Na semana anterior estreou a adaptação de O escaravelho do Diabo, da mineira Lúcia Machado de Almeida.

.........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+InstagramFlipboard


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinco livros para conhecer a obra de William Faulkner

Essa estranha instituição chamada literatura: uma conversa com Jacques Derrida

Os melhores diários de escritores

Lolita, amor e perversão

O conto da aia, o pesadelo de ser mulher numa teocracia

Os ventos (e outros contos), de Eudora Welty

Há muitos Faulkner

O primeiro conto de Ernest Hemingway

Kazuo Ishiguro, Prêmio Nobel de Literatura 2017

Onze livros sobre escravidão e racismo na literatura estadunidense