Postagens

Mostrando postagens de Junho 14, 2016

Borges antes e depois de Borges

Imagem
Por Jorge Carrión


A obra de Borges é repleta dessas personagens subalternas, um pouco obscuras, que seguem como sombras o rastro de uma obra ou uma personagem, ambas mais luminosas. Tradutores, exegetas, estudiosos de textos sagrados, intérpretes, bibliotecários, incluindo sedutoras figuras e arruaceiros. Borges define a autêntica ética da subordinação [...] Se uma nota de pé desse texto que é a vida do outro: não é essa a vocação parasitária, a um só tempo irritante e admirável, mesquinha e radical, a que prevalece quase sempre nas melhores ficções de Borges?
Alan Pauls, O fato Borges
1 A lápide de Jorge Luis Borges em Cimetière de Rois de Genebra, com sua inscrição em inglês arcaico e à sombra de uma árvore que só floresce em anos ímpares, encontra-se ao lado da tumba de uma prostituta. A de quem escreveu “Pierre Menard, o autor do Quixote”, um conto cujo protagonista escreve em francês a cerca de mil quilômetros daqui, é kitsch: ninguém entende essa homenagem póstuma de María Kodam…