Postagens

Mostrando postagens de Novembro 9, 2016

Canadá, de Richard Ford

Imagem
Por Javier Úbeda


O romance começa de maneira espetacular e arriscada que nos deixa já boquiabertos desde as primeiras linhas, contando-nos um feito tão chamativo, significativo e melodramático que marcará todas as situações posteriores. “Para começar, vou contar o assalto que meus pais cometeram. Em seguida, os assassinatos que aconteceram mais tarde”. A partir daí, o leitor não fará outra coisa que ir dando nós como possa, um após outro, no ritmo marcado por Ford, quem tão sabiamente o guiará e deixará aqui e ali pequenas antecipações que atuarão como anzóis que antecipam algo desta fascinante história, mas não em sua totalidade, já que a trama, que está perfeitamente urdida, manterá em suspense até o final.
O narrador é o já sexagenário Dell, mas no início nos contará sua história com o frescor do adolescente que um dia foi quando sucedeu o assalto produzido por seus pais, sua posterior fuga para refugiar-se no Canadá, atendendo o desejo expresso de sua mãe quem decide enviá-lo com …