O Arquivo Pessoa está online




A base de dados Arquivo Pessoa e o portal MultiPessoa estão disponíveis na internet. Com concepção e direção de Leonor Areal, este portal é a atualização do CD-ROM MultiPessoa - Labirinto Multimedia, co-editado em 1997 pela Texto Editora e pela Casa Fernando Pessoa. O projeto tem como patrono o Instituto de Estudos sobre o Modernismo da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. A ideia de transpor para a web aquilo que fazia parte do CD-ROM MultiPessoa editado nos anos 90 surgiu aos pesquisadores pela dificuldade prática de se estar constantemente a atualizar um CD-ROM e por este já não se encontrar à venda.

O Arquivo Pessoa (pode ser acessado aqui) é uma base de dados da maior parte da obra pessoana e tem capacidades de pesquisa de texto complexas. A recolha de textos para o projeto baseou-se nas edições principais da obra do escritor português, mas não em todas. Estão lá as primeiras edições de cada livro e, em alguns casos, versões posteriores. A edição online, no estado atual, reproduz a base de dados editada em 1997 (a que já estava no CD-ROM). Em breve, serão atualizados alguns textos cujas versões corrigidas foram entretanto publicadas e serão também adicionados os inéditos publicados mais recentemente. O objectivo final é colocar à distância de um clique, num processo de atualização regular, toda a obra editada de Fernando Pessoa. Além de poemas do poeta e dos vários heterônimos podem ser consultados textos filosóficos, correspondência, textos de auto-análise, escritos ocultistas etc.

Integrado ao projeto está o Portal MultiPessoa, “um instrumento didático”. Na seção Labirinto, por exemplo, o leitor encontra uma seleção antológica de textos de Fernando Pessoa em 13 percursos temáticos organizados em hipertexto, através do qual o leitor pode navegar (Vida e Obra, Obra Pública, Ocultismo, Fausto e Portugal são alguns dos percursos possíveis). Mais tarde, além de ficheiros áudio, será incluída a sessão Pessoana, uma espécie de Wikipédia com citações de textos de crítica literária sobre Pessoa e ainda uma secção de vídeos e jogos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A religiosidade clandestina de Hermann Hesse

Água viva, de Clarice Lispector

Pablo Neruda: o que não dá mais para ocultar

Apontamentos sobre alguns textos curtos de Tolstói

Boletim Letras 360º #231

Salinger, um grupo de psicopatas e os do MKUltra

Quando Borges era Giorgie

A filha perdida, de Elena Ferrante

Gostamos de causar danos (com o grande romance estadunidense)

Jane Austen: casamento e dinheiro