carnaval

Há uma linha tênue que separa as artes plásticas da poesia. E, em alguns casos, não poucos, uma se interpenetra na outra sendo impossível de, a olho nu, o leitor precisar o instante de princípio daquela e o instante de fim desta. Com esse propósito foi que convidei, ano passado, uma equipe de artistas a compor materiais a partir da obra literária de José Saramago a serem publicados numa edição especial lançada naquele ano sob o título de Variações de um mesmo tom: diálogos em torno da poesia de José Saramago (Selo Letras in.verso e re.verso). No rol dos convidados, uma artista plástica de Minas Gerais que coordena um já respaldado projeto de leitura por através da pintura de aspectos poéticos de obras diversas de poetas contemporâneos: Iara Abreu. A artista não só contribuiu com a edição em questão como colocou-me a par de outros artistas que igualmente contribuíram uns com material. Tenho, logo, um apreço com esses diálogos. Acho frutíferos. E a fim de mantê-los ininterruptamente, tenho de mim para mim, uma certa gratidão de acompanhar (à medida que o tempo me favorece e os contatos não se afrouxam) os trabalhos desses autores. É assim como todos os que publicam no caderno-revista 7faces. Pode ser que daquei a algum tempo não haja tempo mais para isso, porque essa rede vai se ampliando, mas enquanto puder cumprirei com esse pacto feito para comigo. 



Há poucos dias chegou-me o convite para uma exposição que será aberta quarta-feira, dia 15 de fevereiro, por volta das 19h, na Galeria Abcdéf (Rua Eustáquio, 567, Carlos Prates, Belo Horizonte). Intitulada carnaval, a amostra fica patente até o dia 16 de março, das 13h às 20h, de segunda à sexta-feira. Atenção para os artistas que integram o projeto Aspectos Urbanos, o referido já, da Iara Abreu, com nomes como Fernando Perdigão, Olister Barbosa, Isabel Galery, Telma Quevedo, Adão Rodrigues, Vanice Ayres Leite, Déia Leal, Khorell, Iris Sobral, Mauro Silper (que também está na edição especial do caderno-revista 7faces), Vulmar, Eudsonzica, Eliana Martins, Creuza Neves, Maria Luiza Drumond, Maria Moreira, Manoel Francisco de Faria, Eliane T. Guedes, Maria Ilce Maia e Henrique Dias. Acompanhados vão pelos poetas Clevelane Pessoa, Diovani Mendonça, Irineu Baroni, J. Estanislau Filho, Marco Aurélio Lisboa, Jaak Bosmanns, Rogério Salgado, Brenda Mar(que)s Pena,  Bilá Bernardes, Silvia Motta, Vilson Barbosa, Marco Llobus, Sandra Vorenese (sobre a qual já falei por aqui e que tem um projeto muito bacana, o caderno literário Pragmata) e Tchello d'Barros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A religiosidade clandestina de Hermann Hesse

Água viva, de Clarice Lispector

Pablo Neruda: o que não dá mais para ocultar

Apontamentos sobre alguns textos curtos de Tolstói

Boletim Letras 360º #231

O Bovarismo como pedra de toque na obra de Lima Barreto

Salinger, um grupo de psicopatas e os do MKUltra

A filha perdida, de Elena Ferrante

Fama e preconceito

Gostamos de causar danos (com o grande romance estadunidense)