Esquecer Saramago



Quando, no ano em que desenvolvi um largo contato com artistas plásticos para uma releitura da obra de José Saramago a partir dessa arte tão mais complexa ou quanto a literária não imaginaria que em algures se dava a criação de um trabalho de tamanha beleza como este que dei conhecimento por esses dias e contava as horas para postar alguma coisa sobre aqui no hotblog. Chegou a data.  E vou dá mais crédito a algumas imagens do que às palavras, porque elas falam - e como (!) - o que se é necessário ouvir sendo que o caminho percorrido é outro, o da visão.

Esquecer Saramago é o título de uma obra coletiva conduzida pela Palavrão - Associação Cultural e busca uma relação entre texto e imagem compondo um extenso mosaico para uma releitura da obra do escritor português. Compõe-se de doze projetos de artistas plásticos, que buscam no ritmo dos textos saramaguianos o embalo para as imagens. O trabalho também deu origem a uma exposição sob curadoria de Mário Caeiro, aberta esta semana.





Ligações a este post:
Para acessar as artes plásticas das quais falei no início deste post, acessa aqui a edição especial do caderno-revista 7faces.


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Água viva, de Clarice Lispector

Pablo Neruda: o que não dá mais para ocultar

Quando Borges era Giorgie

Boletim Letras 360º #231

Salinger, um grupo de psicopatas e os do MKUltra

A filha perdida, de Elena Ferrante

Gostamos de causar danos (com o grande romance estadunidense)

Apontamentos sobre alguns textos curtos de Tolstói

Jane Austen: casamento e dinheiro

Boletim Letras 360º #232