Ciclo de palestras em torno de grandes clássicos da literatura universal




Entre março e junho próximos, grandes obras literárias, de escritores como Machado de Assis, Victor Hugo e Dostoiévski são o foco de um ciclo de palestras que ocorre a partir do próximo sábado na biblioteca Mário de Andrade, na região central de São Paulo.

Serão 16 palestras no total que serão conduzidas por professores, tradutores e escritores. O tema do ciclo é o "Romance de formação: caminhos e descaminhos do herói" e tem como curadores os professores Marcus Vinicius Mazzari, professor de teoria literária da Universidade de São Paulo (USP) e Murilo Marcondes de Moura, professor de literatura brasileira da USP. Entendendo que o tema da "formação" indivíduo seja de relevância no âmbito da produção escrita de vários romancistas o ciclo quer pensar e discutir a questão a partir de uma perspectiva histórica e literária.

Foram selecionados “clássicos de primeira linha” e convidados especialistas importantes na leitura das obras que se desdobrarão na missão de oferecer aos participantes um primeiro contato ou aprofundamento na literatura de seus escritores.

Todas as conferências têm inicio pelas 10 horas e para participar basta chegar com um pouco de antecedência a fim de garantir vaga na plateia; como não se trata de um curso, é possível escolher quais se quer assistir. Os participantes receberão antecipadamente material de apoio que ajudarão no processo de diálogo com os conferencistas, além de todos os livros estarem à disposição dos leitores na própria biblioteca Mário de Andrade para consulta e empréstimo.

Abaixo está a programação completa:

2 de março
Obra: Os Anos de Aprendizado de Wilhelm Meister, de Johann Wolfgang Von Goethe
Palestrante: Marcus Vinícius Mazzari


9 de março
Obra: Dom Quixote, de Miguel de Cervantes
Palestrante: Maria Augusta da Costa Vieira


16 de março
Obra: Grandes esperanças, Charles Dickens
Palestrante: Sandra Vasconcelos


23 de março
Obra: Os Miseráveis, de Victor Hugo
Palestrante: Walnice Galvão


06 de abril
Obra: Dom Casmurro, de Machado de Assis
Palestrante: Alcides Villaça


13 de abril
Obra: Berlim Alexanderplatz, de Alfred Döblin
Palestrante: Willi Bolle


20 de abril
Obra: A Educação Sentimental, de Gustave Flaubert
Palestrante: Samuel Titan Jr.


27 de abril
Obra: Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski
Palestrante: Paulo Bezerra


4 de maio
Obra: A Consciência de Zeno, de Ítalo Svevo
Palestrante: Fábio de Souza Andrade


11 de maio
Obra: Retrato do Artista Quando Jovem, de James Joyce
Palestrante: Munira Mutran


18 de maio
Obra: Rios Profundos, de José María Arguedas
Palestrante: Marcos Piason Natali


25 de maio
Obra: São Bernardo, de Graciliano Ramos
Palestrante: Erwin Torralbo Gimenez


8 de junho
Obra: Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust
Palestrante: Franklin Leopoldo e Silva


15 de junho
Obra: A Montanha Mágica, de Thomas Mann
Palestrante: Jorge de Almeida


22 de junho
Obra: Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa
Palestrante: Davi Arrigucci


29 de junho
Obra: Dois Irmãos, de Milton Hatoum
Palestrante: Milton Hatoum


O local do evento é o auditório do edifício principal Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94, Consolação, Centro, São Paulo, SP)

Informações: 0/xx/11/3256-5270.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma farmácia literária que pode curar quase tudo

Inferno provisório, de Luiz Ruffato

L’amour, de Michael Haneke

O Bovarismo como pedra de toque na obra de Lima Barreto

A religiosidade clandestina de Hermann Hesse

Rupi Kaur: poeta reconcilia o passado das mulheres indianas e transforma sua dor em tema universal

Como alguém se transforma num escritor? Dez notas sobre o primeiro livro

Sartre: a autenticidade e a violência

Entre a interdição e a plenitude: treze livros para o Orgulho Gay

Clara dos Anjos: a chaga dos anos 20