Boletim Letras 360º #13



Trecho final de uma carta de F Scott Fitzgerald a Hemingway com intervenção final do próprio escritor: "Kiss my ass"

No início da semana, dois dos nossos amigos no Facebook levaram um exemplar de “Gramática do Português Brasileiro – Edição de Bolso”, do Marcos Bagno; e, conforme anunciamos aqui no boletim da semana anterior, a parceria com a Parábola Editorial vai se repetir outras vezes. Pois bem, já estamos com mais uma promoção on-line: desta vez são dois exemplares de “O Português no século XXI”. O livro organizado pelo professor Moita Lopes é um dos lançamentos em destaque na editora neste mês de maio. Para saber como concorrer basta acessar aqui.

E, mais: lançamos uma espécie do miniconcurso cujo brinde é uma edição de O grande Gatsby, romance de F. Scott Fitzgerald que tem estreia nas telas brasileiras no próximo dia 7 de junho. Para saber como participar é só ir ler um pequeno regulamento que preparamos, aqui.

Agora, não se pode esquecer de ver também o que foi notícia na nossa linha do tempo na fan page do Facebook.


Segunda-feira, 13/05

>>> Portugal: A programação pelos 125 anos de Fernando Pessoa começa a ganhar moldes

Em Lisboa, Fernando Pessoa será lembrado entre os 11 e 13 de junho. É o Festival do Desassossego. Para os debates, a Casa Fernando Pessoa, que organiza o evento, convidou nomes brasileiros, como o poeta Antonio Cicero, Amilcar Bettega, João Gabriel de Lima e Bia Corrêa do Lago. Do ladro português, Teolinda Gersão, Rui Zink, Maria do Rosário Pedreira e Maria Teresa Horta. Será uma edição um pouco mais singela do que a idealizada por causa da crise financeira, mas ela incluirá, ainda, espetáculos de teatro nas janelas da casa, leituras e exibição de filmes – entre eles, a gravação de um sarau com Caetano Veloso em 2009. Para finalizar, atores vestidos de Fernando Pessoa caminharão pelo bairro. Já para homenageá-lo no aniversário de sua morte (30/11), será realizado, lá, entre 28 e 30 de novembro, um congresso internacional com 35 conferencistas entre literatos, psicanalistas, sociólogos, pesquisadores e artistas.

>>> Brasil: Musical Calabar, de Chico Buarque e Ruy Guerra tem estreia marcada para novembro

Em 8 de novembro de 1973, tudo estava pronto para a estreia de Calabar; além da sessão de estreia mais quatro sessões já estavam vendidas, mas a peça não pôde estrear. Por determinação do general de brigada Antônio Bandeira, então diretor-geral da Polícia Federal, o espetáculo, produzido por Fernando Torres ao custo de três milhões de cruzeiros, foi interditado — e assim ficou por sete anos. Foram dois meses de ensaios sob o comando do diretor Fernando Peixoto e a direção musical de Dori Caymmi; 48 atores viram o sonho de encenar um musical brasileiro se desmanchar.  Esse sonho perdido alimenta a montagem, já em andamento, que irá celebrar os 40 anos do espetáculo, com direção do próprio Guerra. A estreia será também em novembro e no mesmo João Caetano que deveria ter abrigado a peça original.

>>> Brasil: As pinturas de Clarice Lispector reunidas agora em livro

Que Clarice Lispector é uma das mais benquistas escritores brasileiras todos já sabemos - basta falar do sucesso devido e indevido, por exemplo que faz nas redes sociais. Também que ela pintava já sabemos; uma admiração muito particular sua que está presente em toda obra Água viva. O pesquisador português Carlos Mendes Sousa, professor de literatura brasileira na Universidade do Minho e um dos maiores especialistas do mundo na obra da escritora, organiza em livro que sai agora pela Editora Rocco o trabalho plástico da coleção particular da escritora. Em dezembro de 2012, fizemos um post no Letras sobre a relação entre Clarice e a pintura; para ler aqui.


Terça-feira, 14/05

>>> Argentina: Está on-line The Buenos Aires Review

Trata-se de um periódico eletrônico posto on-line por estes dias que nasce com a missão de reunir os melhores e últimos trabalhos de autores tanto emergentes como reconhecidos do continente americano. Na edição de estreia que conta com entrevistas, poemas, contos, ensaios, e mais coisas, trabalhos de nomes como Junot Díaz, Dorothy Spears, entre outros. Vale o acesso. A revista pode ser lida em inglês e em espanhol aqui.

>>> Brasil: O programa Entrelinhas deve voltar ainda em 2013 na grade de programação da TV Cultura

Na última reforma editorial, o Entrelinhas, programa semanal dedicado à Literatura, não resistiu e foi reduzido a uma simples coluna no Metrópolis, programa dedicado à cultura. Agora, com uma nova mudança de conteúdo prometida pelo novo diretor-presidente da Fundação Padre Anchieta, Marcos Mendonça, o Entrelinhas deve voltar ao que era antes ainda em 2013.

>>> Brasil: Obra de Jorge de Lima deve voltar às livrarias

A editora Cosac Naify acaba de ganhar, junto aos herdeiros, os direitos de publicar a obra do poeta e romancista, que estava sob os cuidados da carioca Record. A papelada está nos trâmites finais. Agora a Cosac Naify corre para lançar uma edição comemorativa de Invenção de Orfeu, principal livro de Jorge de Lima, até o fim do ano, quando se completam (em 15 de novembro) 60 anos da sua morte. Depois da edição especial, a editora lança, no início de 2014, uma edição mais acessível. É que, a princípio, a editora quer lançar Invenção de Orfeu como um livro de arte. Para isso, prepara uma pesquisa em arquivos e bibliotecas atrás de material inédito do autor. O próximo passo é ver o que os herdeiros guardam no acervo de família. A ideia também é reunir as pinturas e as fotomontagens surrealistas do autor, que flertava com as artes plásticas e foi premiado na 1.ª Bienal de Arte de São Paulo. Luís Bueno, professor de literatura brasileira da Universidade Federal do Paraná (UFPR), trabalhará na edição da prosa do autor. E para cuidar da poesia, o professor de teoria literária da USP Fábio de Souza Andrade.


Quarta-feira, 15/03

>>> Estados Unidos: A poesia de Bruce Lee

Nos últimos meses de sua curta vida, Bruce Lee escreveu um ensaio pessoal, “In my own process”, onde traçou seu percurso enquanto artista. Disse ser um artista em constante atualização. Lee estudou filosofia na Universidade de Washington. E paralelo às artes marciais, desde então, sua verdadeira profissão, foi ator. Disso quase todos sabem. O que pouca gente sabe é de Bruce Lee poeta e tradutor de poesia. Pois bem, a prova está nos vídeos a seguir. Neles, a filha, Shannon Lee, lê dois poemas do pai, aqui e aqui.

>>> Estados Unidos: Cartas de F Scott Fitzgerald sobre O grande Gatsby

No dia 15 de maio foi dia de estreia de O grande Gatsby no Festival de Cannes; a produção chegou às telas dos Estados Unidos na sexta-feira, 17/05, mas o filme de Baz Luhrmann, a versão mais ambiciosa do romance de Fitzgerald, apesar da boa recepção pelo público teve uma recepção fria em Cannes.  No Brasil, devemos aguardar até o dia 7 de junho para conferir os dois lados. Enquanto isso, as editoras dão largada para oferecer a melhor versão do romance: Tordesilhas Livros, L&PM Editores, Companhia das Letras e Leya Brasil estão no páreo. Enquanto isso, vale ler três cartas do escritor ao seu editor traduzidas no site da Revista CULT.

>>> Brasil: 2ª Mostra de Cinema Português

O Instituto Moreira Salles recebe a 2ª Mostra Cinema Português Contemporâneo. A programação, que também integra as comemorações do Ano de Portugal no Brasil, traça um panorama da produção recente de Portugal e exibe filmes que tem relação direta com a literatura portuguesa, como O Barão, de Edgar Pêra, inspirado no livro de Branquinho da Fonseca; O Delfim, de Fernando Lopes, baseado na publicação de José Cardoso Pires; e Filme do desassossego, de João Botelho, inspirado em Fernando Pessoa. Ao todo, serão exibidos 24 filmes realizados entre os anos 2000 e 2012, curtas e longas metragens premiados em diversos festivais internacionais. A mostra fará uma homenagem ao diretor português Fernando Lopes, falecido em 2012, um dos nomes de referência do Cinema Novo português. Serão apresentados além de O Delfim, mais quatro de seus filmes mais importantes: Belarmino, Uma abelha na chuva, Nós por cá todos bem e Lá fora.  A mostra acontece primeiro na CAIXA Cultural Recife, de 21 a 26 de maio, depois, na CAIXA Cultura Rio de Janeiro, de 24 de maio a 6 de junho e, por fim, na CAIXA Cultural São Paulo, de 16 a 28 de julho de 2013. A programação completa pode ser vista aqui.


Quinta-feira, 16/05

>>> Estados Unidos: “Kiss my ass” (Beija minha bunda)

Todos sabemos da complexa relação de E. Hemingway com outros escritores quando o assunto era literatura. Assinalando a estreia de O grande Gatsby nos cinemas – filme baseado no romance homônimo de F Scott Fitzgerald – é devido recordar o trecho de uma carta do Hemingway ao escritor. Hemingway enviou-lhe um texto datilografado de "Adeus às armas” ao que Fitzgerald respondeu com cerca de dez páginas de comentários e revisões, terminando sua crítica com um elogio sobre o livro em geral, dizendo: "Um belo livro este!" Depois de ler tudo, Hemingway acrescentou na sua própria linguagem um tanto a vontade na parte inferior, “Kiss my ass” – algo como “Beija minha bunda”. Ao menos dessa vez, parece que ele aprovou as considerações críticas... A tal carta integra a coleção Hemingway na Biblioteca JFK.

>>> Estados Unidos: Mais um romance de Truman Capote terá adaptação ao cinema

Trata-se de Travessia de verão. O anúncio foi feito pela atriz Scarlett Johansson durante o Festival de Cannes. Ela já assinou o contrato e este será o seu primeiro longa-metragem.
Travessia de Verão é o primeiro romance de Truman Capote se passa em Nova York, quando a cidade emergiu do trauma da Segunda Guerra Mundial e gira em torno da libertação de menina de 18 anos de idade, de sua família rica e super protetora para descobrir sua própria identidade e sexualidade. Os romances Bonequinha de luxo e A sangue frio são alguns dos títulos mais representativos do escritor estadunidense que já ganharam as telas do cinema.


Sexta-feira, 17/05


>>> Brasil: Cristóvão Tezza para o teatro

Primeiro foi a adaptação de O filho eterno. Agora, o diretor Daniel Herz e a Cia. Atores de Laura apresentam uma adaptação ao teatro de mais dois livros de Tezza – Um erro emocional e Beatriz. A peça leva o segundo nome. 

>>> Brasil: A obra do poeta Manoel de Barros para o teatro

O espetáculo Retrato do Artista Quando Coisa é produto do grupo Bololô Cia. Cênica. Baseado na obra do poeta brasileiro Manoel de Barros, cumpre o itinerário de ser uma leitura original da obra do poeta sul-matogrossense que já foi tema para a música e as artes plásticas em outras ocasiões. Em única apresentação no dia 17/05, no Teatro Alberto Maranhão em Natal/RN.

>>> Suécia: Os ganhadores do Prêmio Nobel de Literatura

A lista é extensa. O prêmio existe desde 1901. Reconheceu o significativo trabalhos de muitos escritores e ignorou outro tanto. Uma pedida para os frequentadores da web em busca de novidades é uma visita à galeria virtual dos nobelizados. Lá, é possível e encontrar os discursos na íntegra, imagens, informações biobliográficas, vídeos. Aqui.

>>> Estados Unidos: James Franco adapta o romance de William Faulkner para o cinema

Enquanto agonizo, de W. Faulkner, considerado por muitos como um dos melhores romances da literatura do século XX, já teve suas várias adaptações para outros universos artísticos – a dança, um drama francês avant-gard de mímica, ópera, teatro etc. Agora, 73 anos depois da publicação do romance, James Franco apresentou durante o Festival de Cannes uma prémiere do seu novo trabalho. Ainda não há datas de estreia do filme fora do país e nem no Brasil. Resta esperar. Enquanto isso, vale ver também o primeiro trailer do filme já divulgado esta semana, aqui.

>>> Portugal: Tem lançamento no próximo dia 21 de maio, a moeda José Saramago. 

No âmbito do plano numismático para 2013, ficou a Imprensa Nacional – Casa da Moeda S.A., autorizada a cunhar seis moedas de coleção dedicadas a vários eventos ou efemérides. No prosseguimento da série “Europa”, sob a epígrafe “Escritores Europeus” é que apresenta-se uma moeda que homenageie José Saramago, um dos mais importantes escritores portugueses de sempre, galardoado com o Prêmio Nobel de Literatura em 1998. As moedas são cunhadas em duas versões – ouro e prata.


..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinco livros para conhecer a obra de William Faulkner

Alguns dos melhores começos de romances

Uma entrevista inédita com Liev Tolstói

Água viva, de Clarice Lispector

Potnia, de Leonardo Chioda

Avenida Niévski, de Nikolai Gógol

A lista de leituras de Liev Tolstói

De Mário Peixoto, é preciso virar a página

A ignorância, de Milan Kundera

O romance perdido de Sylvia Plath