Boletim Letras 360º #74

Uma das vistas do Real Gabinete Português de Leitura, no Rio de Janeiro. O espaço está entre as 20 mais bonitas bibliotecas do mundo segundo a revista Time. Leia mais sobre neste boletim.

Há quem misteriosamente rejeita livros ou tem pouca fé de ganhá-los e não se certifica da possibilidade; ou simplesmente ignora. Talvez pela complexidade da forma e falta de interesse quase irrestrita dos usuários da web em se demorarem para ler um texto ou andar direitinho nos passos conforme está dito, tivemos poucos inscritos na promoção Gol Letras que realizamos durante o intervalo da Copa do Mundo 2014: alguns não alcançaram as metas, outros não ganharam e alguns que ganharam não buscaram o prêmio. Enfim, conforme dissemos em nossa página no Facebook restaram alguns Kits e vamos refazer a rodada de sorteios – de modo diferente, é claro. É só ficar atento aqui no blog e nas redes sociais do Letras. No domingo colocamos on-line o que estamos preparando.

É isto. Abaixo seguem as notícias da semana editadas em nossa página no Facebook.

Segunda-feira, 28/07

>>> Brasil: É relançado romance que fez o escritor Haruki Murakami ser conhecido mundialmente

Lançado originalmente no Japão em 1982, Caçando carneiros sai pela Alfaguara Brasil. Permeado de mitologia e mistério, a obra é um thriller. O protagonista é um personagem, do qual não sabemos o nome, que leva uma vida tranquila trabalhando numa agência de publicidade, convivendo com a ex-mulher e alguns amigos — todos muito comuns, ou assim parece. Mas tudo muda depois que ele recebe uma carta misteriosa e conhece pessoas inesperadas: uma modelo de orelhas sedutoras, um grupo político de direita com um chefe enigmático e, por incrível que pareça, um homem-carneiro. Antes de ser publicado pela Alfaguara, a Editora Estação Liberdade havia cuidado dessa obra.

>>> Brasil: Globo Livros apresenta Eclipse, de John Banville

"Em um espaço repleto de passado, estranhas figuras farão companhia a um narrador que oscila com facilidade da mais profunda melancolia ao mais cáustico humor e é incapaz de lidar com o que há de ruína em toda e qualquer trajetória. Misto de história de fantasmas - na melhor tradição de Henry James - e confissão desesperada, Eclipse confirma o virtuosismo da prosa de John Banville e mostra por que o autor irlandês costuma ser comparado por críticos e leitores a mestres como Joyce, Beckett e Nabokov" - assim é apresentado o livro que chega pelo selo Biblioteca Azul, da Globo Livros.

>>> Dois novos nomes para o Festival Literário da Pipa

A 5ª edição do evento ocorrer este entre os dias 07 e 09 de agosto, na Praia da Pipa. A escritora Nélida Piñon foi confirmada para substituir Ariano Suassuna na mesa que o paraibano faria no dia 09. O tema será “O romance no contexto contemporâneo”. A outra mudança se deve a desistência de Jorge Mautner, que alegou ausência por questões familiares. No lugar do cantor estará outro nome ligado à música, o letrista, poeta e escritor Abel Silva, autor de pérolas musicais como "Jura Secreta", "Festa do Interior" e "Eu Chego Lá". Abel abordará, entre outros assuntos, sua amizade com o escritor João Ubaldo Ribeiro.


Terça-feira, 29/07

>>> Portugal: Um romance sobre Florbela Espanca

Tem poucos dias que comentamos por aqui sobre o filme Florbela, de Vicente Alves do Ó. Pois bem, o diretor é também um romancista. Deixamos a centelha naquele texto de que ele estava para publicar um trabalho que é a ampliação de sua leitura sobre a vida da poeta portuguesa. Aí está: o livro já foi publicado. Estamos diante de Florbela casada pela terceira vez. Vivendo entre a realidade de Matosinhos e a ficção de uma outra existência que abandonou no papel. E todos os dias se questiona, todos os dias é real na sua guerra privada entre aquilo que os outros querem e aquilo que ela ambiciona. É neste intervalo mágico e possível que o autor se revela. É neste período entre o casamento com o Doutor Lage e a morte do irmão Apeles que tudo acontece, numa viagem ao mais íntimo poema de uma mulher que viveu fora do corpo, fora do gênero, acima do chão, rasgando a condição e tentando sempre encontrar uma verdade que nunca chegou. Ou será que chegou? Nesta viagem iniciática, Florbela, Apeles e o autor questionam tudo ou questionam a existência pura do sonho e da vida - como se todos nós fossemos feitos do desejo, da dor e dessa constatação trágica de não saber viver. Florbela, Apeles e eu –  este é o título.

>>> Brasil: Os próximos sucessos de Dona Cleo

Ela não para. E vimos acompanhando o ritmo dela por este espaço desde o ano passado, quando soubemos de alguns trabalhos e exercícios de leitura vão se concluindo ou sendo ampliados. Depois dos Autos, de Gil Vicente, de uma antologia poética de Fernando Pessoa organizadas por Cleonice Berardinelli; depois de um documentário com Maria Bethânia a ler Fernando Pessoa (cf. divulgamos semana passada) eis mais duas novidades da professora: uma antologia de Mário de Sá-Carneiro e uma reedição de Mensagem, (Pessoa). Ela já havia feito uma antologia Sá-Carneiro em 1958, mas a nova edição será ampliada com mais poemas, além de contos e cartas do autor; já Mensagem é publicado a partir de uma primeira edição com anotações do poeta e traz ensaios dela sobre a obra.

>>> Brasil: Mario Quintana e seu baú de espantos

Originalmente publicado em 1986, Baú de espantos é o livro em que Quintana reúne num só gesto poético o passado e o futuro, através do exercício da memória e das percepções que o assaltam diante das mudanças trazidas pela modernidade. A obra ganha reedição dentro do projeto conduzido pela editora Alfaguara.

>>> Brasil: Obra do escritor potiguar Manoel Onofre Jr. ganha reedição

Chão dos simples chega a trinta anos em 2014; para assinalar a data a editora Sarau das Letras preparou uma edição em homenagem. A antologia de contos de Manoel Onofre Jr é uma das obras mais quistas da literatura potiguar; em 1997, foi adaptada teatro pelo ator e diretor Lenício Queiroga. A nova edição traz dois contos inéditos, ilustrações de Iaperi Araújo e Carlos José Marques e as críticas literárias publicadas na época do primeiro lançamento. A introdução do livro é assinada por Thiago Gonzaga colunista do Letras in.verso e re.verso e lança foco sobre o perfil regionalista da ficção.


Quarta-feira, 30/07

>>> Brasil: Prêmio Câmara Cascudo

Estão abertas as inscrições para o Concurso Nacional de Ensaios – Prêmio Literário Câmara Cascudo 2014/2015. Organizado pela Global Editora, em parceria com o Ludovicus – Instituto Câmara Cascudo, o objetivo é promover a difusão das obras do escritor Luís da Câmara Cascudo, um dos mais respeitados pesquisadores do folclore e da etnografia do Brasil. O prêmio será concedido ao melhor trabalho inédito que aborde o tema “A cultura popular na obra de Câmara Cascudo”. A iniciativa surgiu porque neste ano de 2014 se comemoram os 60 anos da publicação do Dicionário do Folclore Brasileiro.  As inscrições podem ser feitas até 30 de dezembro de 2014, no Ludovicus – Instituto Câmara Cascudo (Natal/RN), na Global Editora (São Paulo/SP) ou pelos Correios. O prêmio será de R$ 6.000,00 (seis mil reais), mais a publicação em livro do trabalho vencedor pela Global Editora. Todas as informações aqui.

>>> Brasil: Fala, memória, de Vladimir Nabokov

Vinte anos depois, o título Fala, memória volta às livrarias brasileiras. Nabokov foi um dos raros escritores exilados pela Revolução de Outubro de 1917 que preservou na memória da Rússia da sua infância como paraíso perdido a que nunca quis regressar. Essa obra não chega a ser um ajuste de contas com os acontecimentos que destruíram as paisagens da sua infância e juventude. Mas é um trabalho, nos dizeres do autor, de "recordações pessoais sistematicamente correlacionadas, que em termos geográficos se estendem de São Petersburgo a Saint-Nazaire e abrangem trinta e sete anos, de Agosto de 1903 a Maio de 1940, com incursões várias a um espaço-tempo posterior."

Quinta-feira, 31/07

>>> Brasil: Machado de Assis está no Facebook

E está fazendo posts diários sobre sua vida no Rio de Janeiro. E não é ficção. É sim parte do projeto "O Rio de Machado de Assis" que contará com uma exposição no Museu de Arte do Rio no próximo mês de outubro, além do lançamento de um aplicativo para celulares e tablets no qual os usuários poderão revisitar os lugares por onde passava Machado de Assis. A inspiração dos criadores veio dos aplicativos londrinos que ajudam os usuários a percorrerem os caminhos de Charles Dickens.

>>> Estados Unidos: Edição apresenta três contos inéditos de J. D. Salinger

Three early stories, sai pela Devault-Graves Agency, nos Estados Unidos. A obra reúne os textos "The young folks", "Go see eddie" e "Once a week won’t kill you". Além da edição impressa, a antologia foi apresentada em formato de e-book e em audiolivro. Os textos ora apresentados não estão na lista de outros títulos também considerados inéditos e a serem publicados, sob ordens do autor, a partir de data específica como esmiuçamos nesta matéria.

>>> China: Um museu dedicado aos clássicos da Literatura

As maiores obras literárias da China estarão no Museu Nacional dos Clássicos da Literatura, em Pequim, um projeto que surge após dois anos de preparação da Biblioteca Nacional da China, com 2,75 milhões de documentos publicados antes de 1911. O museu é a primeira instituição pública dedicada a clássicos da literatura.


Sexta-feira, 01/08

>>> Brasil: O melhor tempo é o presente, o novo livro de Nadine Gordimer

Sai pela Companhia das Letras. Na narrativa, um casal “misto” (Jabulile Gumede e Steve Reed) que resistiu ao preconceito do apartheid, mas hoje se vê decepcionado com a África do Sul. Ambos foram ativistas que lutaram com todas as forças pelo fim do apartheid, e seus filhos, felizmente, já nasceram em um tempo e em um lugar de liberdade. Mas, à medida que os ideais de uma vida melhor para todos são ameaçados por tensões políticas e raciais, pela ressaca das ambiguidades morais e pelo enorme abismo entre os privilegiados e a grande massa pobre que só aumenta a cada dia, o casal pensa em abandonar o país pelo qual tanto lutou.

>>> Brasil: As ficções do platô 8 de Mil platôs, de Deleuze e Guattari

Qual a diferença entre novela e conto? É a pergunta que se fazem os filósofos franceses no capítulo 8 do livro Mil platôs, v. 3 (no Brasil, editora pela Editora 34). Para eles, a novela está organizada em torno da questão “o que aconteceu?”. O conto se estruturaria por uma pergunta bem diferente: “o que vai acontecer?”. Eles se utilizam, para ilustrar a tese, de quatro novelas (“Na gaiola”, de Henry James; “O colapso”, de F. Scott Fitzgerald; “História do abismo e da luneta”, de Pierrette Fleutiaux; “A cortina carmesim”, de Barbey d’Aurevilly) e de um conto (“Um jeitinho”, de Guy de Maupassant). Essas ficções são reunidas pela primeira vez, permitindo que sejam consultadas enquanto se lê o instigante ensaio de Deleuze e Guattari. A ideia é da Autêntica Editora.

>>> Brasil: O Real Gabinete Português de Leitura entre as 20 bibliotecas mais bonitas do mundo

A seleção, feita pela revista Time, inclui edifícios históricos como a antiga biblioteca da Trinity College, em Dublin; a biblioteca de Alexandria, no Egito; e a famosa biblioteca pública de Nova York. O Gabinete Real, que fica no Centro do Rio, aparece na quarta posição, atrás da George Peabody Library, que fica na universidade Johns Hopkins; da Biblioteca Real de Copenhague; e Clementinum, em Praga. A lista cita a construção no estilo neo manuelino, com uma sala de leitura que lembra uma catedral e as paredes cobertas de livros, além das esculturas de exploradores portugueses na fachada do prédio, como as de Vasco da Gama e Pedro Álvares Cabral. Livros raros da Europa e do Brasil Colônia são os destaques da coleção do Gabinete Real Português de Leitura, cujo prédio foi construído em 1887. Entre as 350 mil obras disponíveis, está inclusive um exemplar da primeira edição de Os Lusíadas(1572), de Luis de Camões, que pertenceu à Companhia de Jesus.


..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+Instagram


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinco livros para conhecer a obra de William Faulkner

Alguns dos melhores começos de romances

Uma entrevista inédita com Liev Tolstói

Água viva, de Clarice Lispector

Potnia, de Leonardo Chioda

Avenida Niévski, de Nikolai Gógol

A lista de leituras de Liev Tolstói

De Mário Peixoto, é preciso virar a página

A ignorância, de Milan Kundera

O romance perdido de Sylvia Plath