Boletim Letras 360º #142

Em 2016, cumpre-se 30 anos da morte de Jorge Luis Borges e o mundo das letras espanholas já prepara as celebrações. Entre elas, uma megaexposição. Mais informações ao longo deste boletim.

Ambição nossa? Quem disse para não termos metas ambiciosas? Encantados com a rápida virada de 20 para 21 mil amigos em nossa página no Facebook, contávamos sortear dois exemplares da Nova reunião de poesia, de Carlos Drummond de Andrade depois de alcançarmos a meta de 1,5 mil partilhas da imagem da promoção que ficou no topo do nosso mural. Ingenuidade, santa ingenuidade! Tanto sabemos que por nas redes sociais quase nada do se escreve é lido (e ainda há as limitações de visibilidades impostas pela rede) que ousamos criar e manter a meta que depois vimos como inalcançável. Claro, não é uma post com tema da moda ou novidade bombástica dessas que buscam a grande parte dos frequentadores de espaço como estes. Mas, não há espaço para mágoas e respeitamos os que participaram e cumprimos com o sorteio. No dia 27 atravessamos a fronteira dos sete para os oito anos e perto dos 22 mil amigos que esperamos e esta foi uma oportunidade e tanto!

Segunda-feira, 23/11

>>> Portugal: O espesso volume reúne o diário Não percas a rosa, as crônicas Ó liberdade, brancura do relâmpago e traz vários inéditos de Natália Correia

O livro chega às livrarias portuguesas na véspera dia 25 de novembro, data que marca os quarenta anos de quando a autora descansou de todos os seus medos em relação aos rumos da Revolução do 25 de abril. O conteúdo memorialista e polemista do livro tem a ver com esse período mais conturbado da história portuguesa recente, pois datam do 25 de abril até março de 1976 e são textos de intervenção política.

>>> Inglaterra: Considerado um dos clássicos da escritora Agatha Christie, Assassinato no Expresso do Oriente ganhará nova adaptação para o cinema

O anúncio da nova adaptação veio pela presidenta da Fox, Emma Watts; o britânico Kenneth Branagh será o diretor e quem também fará o papel do detetive Hercule Poirot. Diretor de blockbusters como Cinderela e Thor, o britânico já fez papéis clássicos como o Rei Henrique V no longa homônimo, de 1989, e Victor Frankenstein em Frankenstein de Mary Shelley (1994). Assassinato no Expresso do Oriente obra foi adaptada pela primeira vez ao cinema em 1974, por Sidney Lumet e é até hoje cultuada pelos fãs dos romances policiais da Rainha do Crime.

Terça-feira, 24/11

>>> Portugal: A edição n.42 da Revista Blimunda

Os destaques deste número são, entre outros, os 20 anos da publicação de Ensaio sobre a cegueira, inteirados este ano (As fotos que ilustram a seção Saramaguiana, dedicada ao Ensaio, são de Alexandre Ermel e foram captadas durante a rodagem do filme Blindness, de Fernando Meirelles), uma conversa com Bruno Vieira Amaral, o Prêmio José‪ Saramago 2015. A edição está disponível a partir do aqui.

>>> França: Depois da venda de outubro em que atingiu perto dos R$ 4 mi, um novo desenho de Hergé com o seu repórter voltou ao leilão e bate novo recorde

Um esboço para a terceira sequência de Tintin no Congo foi comprada por R$ 3 mi em Paris. O desenho a lápis e guache pertence a um dos mais emblemáticos (e polêmicos) álbuns do autor belga no âmbito das aventuras do jornalista Tintin e sua trupe. Na mesma venda outros materiais sobre Tintin foram à leilão como uma edição original de O caranguejo das pinças de ouro (1942), comprado por mais de cem mil reais.

>>> Inglaterra: A Biblioteca Britânica de Londres quer chegar a um consenso para marcar o 150º aniversário sobre a publicação de Alice no País das Maravilhas.

O dia definido pela BBL foi o 25 de novembro de 1865, quase três anos depois da "tarde dourada" do 4 de julho de 1862 em que Lewis Carroll entreteve um grupo de crianças com sua história. A biblioteca citada é guardiã do manuscrito original, escrito e ilustrado por Lewis Carroll; e este manuscrito é o ponto de partida da exposição sobre a obra aberta no dia 20 de novembro e até o 17 de abril de 2016. A primeira Alice era vestida de amarelo. Além dessas descobertas o visitante pode ver o primeiro filme feito a partir do livro em 1903, na era do cinema mudo, além de litogravuras de nomes como Salvador Dalí.

Quarta-feira, 25/11

>>> Portugal: Luandino Vieira e as suas memórias do cárcere

Editado pela Caminho Papéis da Prisão: apontamentos, diário, correspondência (1962-1971) reúne o conjunto da sua produção diarística desde que foi detido pela chamada Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE) no Aljube. Foram duas detenções, um em 1959 por ligação com o movimento de libertação daquele país, e em novembro de 1961, o período mais longo, passado entre várias cadeias em Luanda. A segunda prisão durou 12 anos e no interior dela que nasceu o livro agora publicado. A compilação dos 17 cadernos que somam aproximadamente duas mil folhas manuscritas é já descrita pela crítica como um monumento e literário e cívico, além do documento no extenso tempo dos horrores.

>>> Brasil: Um clube do livro para os pequenos. Essa é a ideia do selo da Companhia das Letras para crianças

O Expresso Letrinhas é clube de assinaturas de livros infantis, no qual os assinantes receberão todo mês dois livros, sendo um deles um clássico do gênero, além de outros mimos. Em breve será disponibilizado um site na web também com novidades: o letrinhas.com.br

>>> Brasil: Novos portugueses e o novo romance de Inês Pedrosa chegam às livrarias brasileiras

Há algum tempo, a editora LeYa, tem apostado em nomes da literatura de Camões na terra de Machado de Assis; entre os destaques podemos citar (e uma vez dissemos aqui) o selo para os Novíssimos que trouxe ao leitor brasileiro nomes como João Tordo, Nuno Camarneiro, entre outros. Agora, o selo Casa da palavra continua com essa ideia, mas trazendo nomes até já conhecidos do público daqui. Também não é novidade, a LeYa trouxe-nos obras como a do angolano Pepetela. Pois bem, em 2016, chegarão pela sequência "Minha pátria é a língua portuguesa", o novo romance da Inês Pedrosa, Desamparo (esperado pela Alfaguara Brasil) e O coro dos defuntos, de António Tavares.

Quinta-feira, 26/11

>>> Espanha: Os preparativos para os 30 anos sobre a morte de Jorge Luis Borges

Uma parte da extensa programação, que se desenvolverá em 2016, já passa pelos últimos ajustes. Entre conferências, palestras, eventos acadêmicos, apresentações de livros, exibição de filmes baseados em contos do escritor, está uma grande exposição sobre o mundo de Borges. Coordenada por Cláudio Pérez e Raúl Manrique, a mostra será aberta no próximo mês de abril e segue até maio na Casa de América e reúne mais de 400 peças entre primeiras edições, facsímiles, dedicatórias, fotografias, pinturas, discos com a voz de Borges e objetos pessoais.

>>> Brasil: Uma caixa com três volumes reúne parte da obra do cronista João do Rio

Certa vez anunciamos que a Editora Carambaia lançaria esta primorosa edição; a vez chegou. No início de dezembro a edição estará à venda. São textos em que o cronista desenvolveu a relação entre jornalismo e literatura, além de revelar outros resultados de sua produção intensa no folhetim e no teatro. A edição, intitulada “Coleção João do Rio”, terá apenas mil exemplares, numerados à mão, e as vendas serão feitas por meio do site da editora. Compõem a caixa “Crônica”, “Folhetim” e “Teatro”; grande parte dos textos aí reunidos só saíram na imprensa na época em que foram concluídos, além de escritos incluídos pelo jornalista nos 25 livros que publicou em vida, entre crônicas, romances e textos de teatro produzidos entre 1899 e 1919.

>>> Brasil: Uma estátua para Graciliano Ramos

No próximo dia 30 de novembro, o escritor Graciliano Ramos ganhará uma estátua em Maceió, Alagoas, na praia de Pajuçara, em comemoração aos 200 anos de fundação da cidade, com a presença da filha, Luiza Ramos, e do neto Ricardo Ramos. Natural de Quebrangulo, o autor de Vidas secas passou boa parte da vida na capital. A escultura é do mundialmente conhecido pela construção da estátua de Carlos Drummond de Andrade, no calçadão da Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, o artista plástico mineiro Leo Santana.

Sexta-feira, 27/11

>>> Portugal: Uma carta e um manuscrito originais de Eça de Queirós foram a leilão

O manuscrito de uma primeira versão de O primo Basílio junto com a carta eram objetos da biblioteca do médico e cientista Lopo Cancella de Abreu que, reúne entre outras raridades, obras da literatura portuguesa e algumas raras peças de memorabilia sobre o autor português. Um das últimas vendas de peças do escritor dessa natureza datam do início dos anos 2000.

>>> Brasil: Uma edição para celebrar os 80 anos de Adélia Prado

No próximo dia 13 de dezembro a poeta mineira completa oito décadas, quatro delas dedicada ao ofício do verso (sua estreia foi com Bagagem, em 1976). O Grupo Editorial Record, responsável pela publicação de sua obra no Brasil, prepara um gesto singelo e indispensável para assinalar a data: apresenta uma edição que reúne toda sua obra poética. "Poesia Reunida" é o segundo projeto editorial do gênero neste ano da Record - o outro foi a reunião da obra poética de Ferreira Gullar. O extenso volume de Adélia traz prefácio assinado por Augusto Massi.

.........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+InstagramFlipboard


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma farmácia literária que pode curar quase tudo

Inferno provisório, de Luiz Ruffato

L’amour, de Michael Haneke

O Bovarismo como pedra de toque na obra de Lima Barreto

A religiosidade clandestina de Hermann Hesse

Rupi Kaur: poeta reconcilia o passado das mulheres indianas e transforma sua dor em tema universal

Como alguém se transforma num escritor? Dez notas sobre o primeiro livro

Sartre: a autenticidade e a violência

Entre a interdição e a plenitude: treze livros para o Orgulho Gay

Clara dos Anjos: a chaga dos anos 20